CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Renê Simões e os atletas da terra:

Ja viu aquele ditado que diz, "de médico e louco cada um tem um pouco"? pois é, no meio esportivo não é diferente, hoje em dia em todos os lugares que se vai tem "treinadores" escalando seus times favoritos. O Esporte Clube Bahia não é diferente, hoje vem sendo escalado por milhares de torcedores, mas o que eu quero frisar neste artigo é a razão que leva os torcedores escalarem o time do Bahia. Em certa forma com alguma lógica em seus raciocínios.

Para melhor entender vamos ao início do Campeonato Baiano, o treinador do Esporte Clube Bahia na oportunidade era Rogério Lourenço, que ao chegar no Bahia ele sempre só valorizava os jogadores vindo do Sul e Sudeste do país e aqueles da BASE e da região que a qual levou o Bahia ao acesso a Serie A, ficava de fora de suas pretenções. Como os resultados positivos não vinham foi demitido e o seu auxiliar técnico, Chiquinho de Assis foi efetivado ao cargo de treinador pela primeira vez.
Quando todos pensavam que Chiquinho ia mudar a equipe veio a surpresa, ele botava para jogar os mesmos jogadores de Rogério Lourenço, aí é claro que não iria funcionar e assim as vitórias não vinham, se fosse para manter a mesma equipe, não precisaria dispensar Rogério Lourenço não acha?

Não restando outra alternativa, a direção do Esporte Clube Bahia demitiu Chiquinho como treinador vindo a assumir como auxiliar mais uma vez. Em seu lugar veio Paulo Cesar Gusmão recêm demitido do Vasco da Gama, chegou no meados do mês de Fevereiro e poucas foram as mudanças efetuadas no time, continuou com a mesma política dos outros treinadores em escalar jogadores de fora, não dando credibilidade aos atletas formado na casa ou de outras equipes do Norte Nordeste.
Também não continuou na equipe e logo foi contratado Renê Simões. Com a chegada de Renê, novos jogadores de nomes foram contratados é o caso de Jobson, Carlos Alberto, Paulo Miranda e Ricardinho. Jogadores do Bahia de Feira, como Diones, João Neto e o goleiro Jair que foram campeão Baiano e jogaram muita bola.

Aí vem outros questionamentos na boca dos torcedores. Porque o treinador Renê Simões não dar oportunidades a estes jogadores que vieram do Bahia de Feira? é porque os outros são melhores mesmo? e os da casa como Rafael, Maurício e outros que vinham se destacando, cader eles que nem se quer ficam entre os convocados? entre Marcelo Lombas e Jair quem joga melhor? entre Boquita e Diones quem joga melhor? entre Souza e João Neto quem joga melhor?
Com a chegada de Carlos Alberto e Ricardinho, espero que não saque do time os poucos da BASE que ainda restam (Marcones e Ávine).

Acorda Renê para a realidade, queremos um time competitivo não esse que está colocando em campo! se este time fosse bom estava ganhando. Jogadores o Bahia tem, o que falta é coragem do treinador colocar para jogar.

O time dos torcedores:

Goleiro:
Jair

Laterais:
Marcos pela direita
Ávine pela esquerda

Zagueiros:
Paulo Miranda
Thiego

Volantes:
Marcones 
Diones

Meias:
Carlos Alberto
Ricardinho
OBS: se um desses meias não puder jogar, deve entrar Lulinha ou Camacho, e nunca entrar o Boquita

Atacantes:
Jobson
João Neto
OBS: se um desses atacantes não puder jogar, deve entrar Rafael ou Nikão e nunca entrar o Souza


         

Marquinhos no Vitória? Entenda a situação:

Uma tarde pra definir como o Vitória entra em campo nesta quarta na tentativa de antecipar o retorno de Marquinhos para a Toca. Esse foi o resumo da última reunião da diretoria do clube na sala do presidente Alexi Portela Júnior. São três passos. Primeiro, Vitória vai conversar com a Traffic.

Olha só porque: o Leão, dono dos direitos federativos do atacante, emprestou ele ao Desportivo Brasil, clube da Traffic, que tem 45% dos direitos econômicos do jogador. A empresa, focada na compra e venda de jogadores, repassou o jogador para o Flamengo até o final deste ano.

Como o Flamengo já manisfestou oficialmente que não tem mais interesse na pemanência de Marquinhos, o caminho do jovem de 21 anos é voltar ao Vitória, dono de 55% dos direitos econômicos e onde ele terá espaço para jogar. Aí entra o detalhe da história.

Para vir, o Vitória tem que reformular o contrato com o atleta. Ou seja: em vez de Marquinhos voltar só em dezembro para cumprir contrato até o fim de 2013, como está previsto hoje, é necessário um novo vínculo antecipando o retorno do jogador.

"O contrato dele já tem até um salário pré-estipulado pra quando ele voltar. Teremos que mexer também nisso", explica Alexi Portela Júnior. Só após resolver esse impasse com a Traffic, o Vitória entraria em contato com o Flamengo e com Marquinhos. Certo é que, ao voltar, ele receberá menos que os R$ 90 mil que ganha no Flamengo. Com informações do Correio.

Fonte: BFB

Segunda Divisão: A Hora da Decisão:


Começa hoje, quarta feira, a fase mais importante da Segunda Divisão do Campeonato Baiano. São duas rodadas que definirão os times que subirão para a elite do futebol estadual em 2012. Ser campeão será apenas um detalhe para os dois clubes que avançarem para a final na semana que vem, já que o objetivo é a volta para a primeira divisão, principalmente para clubes com tanta tradição como o Ypiranga.

Dos clubes tradicionais de Salvador, apenas o Mais Querido continua na luta da segundinha. O Botafogo já tinha se despedido mesmo antes de finalizar a fase classificatória, e na última rodada, ainda com chances, o Galícia não conseguiu surpreender o Juazeirense, adiando mais um ano o reaparecimento entre os grandes do estado.

O Ypiranga disputa a semifinal contra o Itabuna, que apesar de ter conquistado menos pontos, tem a vantagem no confronto por ter sido o primeiro de seu grupo. Na outra semifinal teremos o caçula Juazeirense lutando para conquistar pela primeira vez o direito de jogar na primeira divisão, enfrentando o Jequié que tenta o retorno após 14 anos longe da elite.

Seria importante para a cidade de Salvador o retorno de equipes que já fizeram história em décadas passadas. Ter a perspectiva de uma terceira força na cidade poderia oxigenar a polaridade que nos encontramos hoje entre Bahia e Vitória. A torcida do Ypiranga que encolheu em função dos maus resultados dos últimos 30 anos poderia aos poucos voltar a mostrar a sua força de outrora.

O Canáro, clube centenário que já disputou 76 edições da primeira divisão do baiano, sendo 62 de forma consecutiva entre os anos de 1917 e 1977, conquistando 10 títulos, merece essa oportunidade, e é por ele que muitos tricolores e rubro negros irão torcer. A minha simpatia, pelo menos, já foi conquistada.

Fonte: BFB

Profissionalismo no DNA do Vitória:


Walter Seijo, ex-vice-presidente administrativo e financeiro do Vitória, na gestão de Paulo Carneiro, publica na edição desta quarta-feira, na Tribuna da Bahia, mais um artigo e, claro, relacionado com as questões administrativas do Esporte Clube Vitória. Confira.

Tivemos durante o período de dezoito anos as duas faces da mesma moeda, o Esporte Clube Vitória (ECV), que encontramos geridos como um clube amador e a implantação de uma gestão profissional até culminar com a profissionalização plena no Vitória S/A.

Antes de nós, vários rubro-negros de imenso valor passaram pelo clube mantendo o mesmo modelo, como sabemos os resultados foram os esperados levando-se em conta o modelo. Aos que por lá passaram os nossos aplausos e maiores reconhecimentos. Tratavam com profissionalismo e enorme competência os seus negócios particulares e o ECV como Hobby. Ora, como sabemos, não obteremos jamais resultados diferentes se continuarmos a fazer da mesma maneira.

Mudamos o modelo, mesmo ainda na gestão do ECV e os resultados apareceram, não só dentro do campo quanto também e principalmente, fora dele. Seria cansativo enumerar os resultados que foram obtida, modéstia a parte, espetaculares.

Neste momento de mudanças profundas e velozes em todo o mundo, fica flagrante quando uma organização patina em modelos superados e arcaicos, particularmente no mundo do futebol profissional onde ainda tem quem persista no amadorismo, colocando as migalhas do seu tempo para uma atividade que requer imersão e concentração absoluta por todas as razões, sendo uma das mais importantes o fato de ser uma atividade extremamente competitiva, pois se trata de um jogo.

É urgente profissionalizar, independente de quem seja, tem que profissionalizar, não há outra alternativa.

O Vitória é muito grande, parou no tempo, é necessário voltar a crescer urgentemente sob pena de se tornar um nanico no mundo da bola. Independente das pessoas e seus projetos pessoais, o mais importante é a instituição e as gerações futuras não estarão dispostas a pagar o preço que a minha geração pagou. Vou me abster de criticar, vou focar no presente e constatamos facilmente que estamos perdendo muito do que conseguimos, e pensem bem, com muito, mas muito mais dinheiro do que dispúnhamos durante a nossa época.

Fonte: BFB

Traficante morre em confronto com a polícia em Capim Grosso:

Um traficante identificado como “Galego” foi morto durante uma operação policial na tarde desta terça-feira (8), por volta das 17h40m, em Capim Grosso, no centro Norte da Bahia, a 125 km de Serrinha. 

Através de informações levantadas durante dois meses de investigação e denúncias anônimas, as polícias Civil e Militar encontraram o traficante na localidade de Várzea da Porca, zona rural do município.
 

O traficante e outro homem não identificados teriam reagido à ação e Galego foi baleado. Atingido no tórax e no peito, Galego morreu antes mesmo de ser socorrido. Com ele, foram apreendidos 10 kg de maconha, além de uma pistola PT 380 Taurus, munição e uma moto CG 125. O outro traficante conseguiu fugir e está sendo procurado.
 

O corpo de Galego foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Veja outras imagens

 
Os policiais encontraram o traficante na localidade de Várzea da Porca depois de 2 meses de investigação



Foram apreendidos 10 kg de maconha e uma pistola PT 380

Por: Cleriston Silva, Foto: FR Noticias 

Mano Meneses convoca os 22 jogadores que disputarão a Copa America da Argentina que começa no mês que vem:

Após o jogo amistoso da Seleção Brasileira que marcou a despedida de Ronaldo fenômeno do futebol, contra a Seleção da Romênia onde o Brasil venceu por 1 a 0, o técnico Mano Meneses anuncia os 22 jogadores que vão disputar a Copa America deste ano na Argentina.

Na lista contamos com a volta de Paulo Henrique Ganso e Alexandre Patos que vinham de contusões e já se encontram recuperados e Tiago neves ficou de fora da lista. Confira a lista completa abaixo:

Goleiros:
Julio Cesar (Inter de Milão)
Victor (Grêmio)

Laterais:
Daniel Alves (Barcelona)
Maicon (Inter de Milão)
André Santos (Fenerbahce)
Adriano (Barcelona)

Zagueiros:
Lúcio (Inter de Milão)
David Luiz (Chelsea)
Luizão (Benfica)
Thiago Silva (Milan)

Volantes:
Ramires (Chelsea)
Lucas Leiva (Liverpool)
Sandro (Tottenham)

Meias:
Elano (Santos)
Elias (Atletico de Madri)
Paulo Henrique Ganso (Santos)
Jadson (Shakhtar Donetsk)
Lucas (São Paulo)

Atacantes:
Neymar (Santos)
Robinho (Milan)
Fred (Fluminense)
Alexandre Pato (Milan).