CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Bahia faz seu gol, segura pressão do America MG e fica próximo da serie A:


Mesmo com jogador a menos desde o primeiro tempo, Coelho pressiona em vão atrás do empate. Baianos comemoram e estão a um passo do acesso

Por Fernando Martins Y Miguel Sete Lagoas, MG
O Bahia levou a melhor no confronto direto de dois integrantes do G-4 e venceu o América-MG, em Sete Lagoas, por 1 a 0.
Com o resultado, os baianos chegaram aos 62 pontos e deram um enorme passo para o acesso à Série A em 2010. O Coelho permanece na quarta posição, com 58 pontos e passa agora a se preocupar com a Portuguesa, que chegou aos 56 pontos e com o Sport, que ganhou um ponto na rodada e está com 55.
O jogo foi disputado desde o início. Teve expulsão, chuva forte, gramado pesado, bola na trave e principalmente o gol. Apesar de ter um jogador a menos durante quase todo o jogo, o Coelho teve chances de empate, principalmente no segundo tempo, mas desperdiçou uma grande chance de somar pelo menos um ponto. O gol de Jael na primeira etapa definiu o placar da partida.
Gol e expulsão
O jogo começou bastante disputado, com as duas equipes se estudando muito e não querendo arriscar nada nos primeiros minutos. A defesa do América-MG, com três zagueiros, continha muito bem os avanços dos baianos, assim como o Bahia levava a melhor sobre os americanos Fábio Júnior e Euller.
Mas aos 18 minutos, o veterano Euller perdeu uma grande chance. O atacante recebeu livre pela direita e chutou muito torto, para fora, em uma rara oportunidade em que teve espaço. E justamente quando o Coelho era melhor na partida veio o castigo para os mineiros.
Aos 27 minutos, Jael, ex-Atlético-MG e Cruzeiro, recebeu na entrada da área e chutou rasteiro no canto direito de Flávio.
E a situação americana piorou de vez aos 36. Adriano foi lançado entre a zaga americana, penetrou livre, mas foi parado fora da área com falta pelo goleiro Flávio, que foi expulso por ser o último homem. O reserva França foi para o jogo no lugar de Euller.
No último lance do primeiro tempo, Fábio Júnior desperdiçou ao cabecear para fora um bom cruzamento de Marcos Rocha.
Pressão sem bola na rede
Com o placar adverso, o técnico do América-MG, Mauro Fernandes, resolveu colocar o time mais ofensivo em busca do empate. O zagueiro Preto deixou a equipe para a entrada do atacante Thiago Silvy. Mas o excesso de erros de passes prejudicava muito os donos da casa, que passaram a jogar também contra o relógio.
Mesmo com um jogador a menos, o América-MG era valente e pressionava o Bahia. Fábio Júnior teve uma grande chance aos 17 minutos, depois de ganhar uma dividida dentro da área e chutar no canto para a boa defesa de Fernando.
O Bahia recuou para tentar matar o jogo no contra-ataque, mas pouco acertou as jogadas.
O empate americano quase veio aos 36 minutos. Rodrigo bateu a falta da intermediária com violência e a bola capricosamente explodiu na trave, para desespero dos americanos.
No finzinho Thiago Silvy ainda tentou de fora da área, mas a bola raspou a trave pelo lado de fora. Fim de jogo e festa baiana.

Próximos jogos
O América-MG vai ao ABC Paulista, na próxima sexta-feira, onde encara o São Caetano, às 21h (de Brasília), no Anacleto Campanela. Já o Bahia recebe a Portuguesa, no mesmo horário, porém, no sábado, em Pituaçu, na capital baiana.
 
Fonte: globoesporte.com