CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

terça-feira, 10 de maio de 2011

Será realizada reunião para tratar sobre o possível fechamento da Comarca de Ichu:

  O Vereador Antonio George apresentou um convite para a comunidade se fazer presente em uma reunião que acontecerá no dia 16 de maio às 09:00 hs no Clube Yara para tratar sobre o possível fechamento da Comarca de Ichu.
  
 Segundo George uma comissão formada por Professora Lúcia, Manoel Dionísio e Valdir Carneiro, está mobilizando toda sociedade ichuense para juntos buscarem uma solução.
   Foram enviados convites também para as Prefeituras e Câmaras de Vereadores das cidades de Candeal e Tanquinho no intuito de mostrar a estes municípios e consequentemente ao Tribunal de Justiça o quanto é importante à permanência da Comarca de Ichu.
   George informou que o Tribunal de Justiça pretende extinguir 79 Comarcas na Bahia e infelizmente Ichu faz parte desta lista.

As informações e foto são de Andre Luiz

Apesar da queda no indice de pessoas na miseria no Brasil durante o governo de Lula, a Bahia ainda é o Estado com maior números de possoas vivendo na miséria:


No portal A Voz da Caatinga uma matéria tem chamado a atenção, a matéria diz que o maior problema de miséria apontado pelo Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e pelo Ipea (Instituto de Pesquisas Aplicadas) é encontrado na Bahia, que conta com 2,4 milhões de pessoas que vivem em famílias com renda de até R$ 70 per capita mensal, ou 17,1% dos habitantes. A média nacional é de 8,5%.
A Bahia ultrapassou o Maranhão, que, durante décadas, acompanhado de Alagoas, foi o Estado mais miserável do país.
De acordo com o censo, o Estado governado pelos Sarneys está em segundo lugar em número de miseráveis (1,7 milhão). O terceiro lugar é do Ceará (1,5 millhão).

Analisando o índice de miséria a nível de Brasil: 
  Quando analisamos o indice de miséria a nível de Brasil vemos que a pobreza é a maior de todas as mazelas do nosso país, é a chaga aberta que nos faz lembrar que por mais que o país demonstre essa pujança econômica ainda temos muitas pendências para resolver antes de nos considerarmos uma potência mundial.
  Não, não estou querendo salvar o combalido complexo de vira-latas, que é tão difícil de se livrar, esta é apenas uma realidade para a qual não podemos fechar os olhos. Os governantes anteriores trataram os pobres como mão de obra barata e um estorvo para a elite econômica, que preferia quando não tinha que dividir com a “gentalha” o direito de eleger seus governantes. Essa política de governar para os ricos criou um distanciamento cada vez maior entre ricos e pobres, e excluiu os últimos do mercado consumidor, condenando o país a anos de crescimento econômico pífio.
  No final do governo do presidente Itamar Franco, com o controle inflacionário, pouco mais de 18% das pessoas miseráveis ultrapassaram a linha da pobreza, e depois de ficar 7 anos estagnada durante o governo FHC sem apresentar melhora, a diminuição da miséria retornou a partir de 2003 e vem mantendo trajetória de queda progressiva desde então.
Redução da Pobreza entre 1993 e 2009 (Clique na imagem para ver com resolução superior)
O gráfico acima mostra que após a queda da pobreza da ordem de 18,47% no final do mandato de Itamar Franco, o governo FHC é marcado pela estagnação da taxa, que sofre nova queda ainda maior a partir de 2003, e vem se confirmando ano a ano segundo dados da série histórica do PNAD,e que só até 2008 já havia sofrido redução de 43%, mostrando como são falaciosos os argumentos de quem afirma que o decréscimo da pobreza é uma constante entre os dois governos. Não é, e esse gráfico prova isso.

Evolução do Rendimento médio mensal do Brasileiro (Clique na imagem para ver com resolução superior)
Outro parâmetro que mostra a diferença de resultados entre os dois governos e que normalmente reflete um certo grau de satisfação pública é o rendimento médio do Brasileiro. Veja o gráfico abaixo:

O gráfico de variação do rendimento médio mensal mostra claramente a queda dos rendimentos dos brasileiros durante todo o governo FHC e depois recuperação durante Lula. Entre 2003 e 2008 o ganho trabalhista no nordeste chega a 7,3% ao ano, desmentindo a tese que os ganhos se devem apenas as transferencias de renda do “assistencialismo” oficial.

As informações são do portal A voz da Caatinga e Pontoecontraponto.com

Mulher é morta a tiros em Calda do Jorro:

Uma mulher identificada por Edna de Jesus Andrade, 30 anos, natural de Cruz das Almas/Ba, foi morta com um tiro de pistola calibre 380, disparado por Jackson Maia Conceição, 30 anos, natural de Salvador/BA. O crime ocorreu na Praça Antonio Carlos Magalhães em Caldas do Jorro, por volta das 16h30 de domingo 08 de maio.
A Central de comunicação da 2ªCIAPM/Tucano foi informada e ao se deslocar ao local e constatar a veracidade do fato, empreendeu busca do autor do homicídio, que segundo informações colhidas teria tomado direção da cidade de Araci, no ônibus da empresa de turismo Expresso Brasil, ambos teriam indo a passeio em Caldas do Jorro. Com o apoio da Guarnição da 3ª CIAPM/Araci, que fez barreira na BR116, as guarnições conseguiram interceptar o veículo nas proximidades do povoado de Angico, conseguindo capturar o homicida (de camisa branca) e a arma do crime, sendo o mesmo encaminhado para o DEPOL de Tucano, em situação de flagrante, para que a autoridade de Polícia Judiciária adotasse as medidas que o caso requer.

Fonte: Calila Notícia com informações Sgt PM Liberato/ fotos tucano br.com