CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Riachão: Manoel de Ovídio sofre infarto e morre em ambulância, quando era transferido para hospital de Salvador

Morreu no meio da tarde desta quinta-feira (25), o senhor Manoel Moreira de Oliveira, conhecido por Manoel de Ovídio, aos 65 anos, após sofrer um infarto fulminante em sua residência, na Rua J. J. Seabra, no centro de Riachão do Jacuipe.  

Manoel de Ovídio, como era mais conhecido, sofreu o infarto em sua residência, por volta das 09h, e foi socorrido para o Hospital Municipal de Riachão do Jacuipe. Ele foi atendido pelo médico, Dr. Fábio Carvalho, que orientou que o mesmo fosse transferido para outra unidade hospitalar com UTI, devido à gravidade do caso. 

Ex-prefeito de Riachão do Jacuípe, criador do São João na Praça Landulfo Alves comenta inicio da tradição

Ele foi ao arraiá prometendo dançar forro, mesmo com seus 80 anos.
riachão são joao 2015
Os festejos juninos que reverenciam os santos Antônio, João e Pedro, sendo João o mais tradicional existe a séculos, mas tem sempre alguém que procurou fazer com que a festa se tornasse grande a conhecida, como foi o caso de José Aloi de Araújo,80 anos, ex-prefeito de Riachão do Jacuípe, entre o fim da década de 70 ao inicio dos anos 80.

Uma guerra contra quem? Por professor Edivan Carneiro de Almeida

Foto: Facebook
Todos anos que presencio a tradicional guerra de espadas, leio nos sites da cidade e/ou ouço os comentários das pessoas sobre ela fico me questionando sobre os sentidos de se manter ou não esta tradição.     

Primeiro, me questiono sobre porque manter qualquer tradição que carregue em si o nome de “guerra”, por se tratar de ato de violência ou que a ela remete, em que há vencedores e vencidos. 

Segundo, porque as tais guerras de espadas estão proibidas inclusive em cidades cuja tradição é bem maior, como Cruz das Almas, pelo fato de causar muitos ferimentos, que não podem ser classificados como acidentes com fogos, é claro, já que há uma intencionalidade de guerra, um fogo cruzado, literalmente, pelo menos em cidades como lá. Aqui em Ichu também, a cada ano, ouvimos algum caso de que alguém foi queimado pelas espadas, inclusive já presenciei crianças que, assistindo à distância aquele fogo impressionante, foram atingidas e por pouco a tal guerra não cumpriu seu intento: vitimar pessoas inocentes.

Pagodão e Forró animaram a tarde de São João dos ichuenses e visitantes

A tarde desta quarta-feira, 24, dia de São João, foi bastante movimentada na área musical com a realização de duas festas simultâneas.
IMG_4576
A banda tem Yogo Henrique como vocalista, que convidou o amigo Murilo Santos para dar uma palhinha. Murilo possui uma banda de Axé em Minas Gerais.

No palco instalado em frente ao Barracão Municipal aconteceu o tradicional Pagodão com a banda na Manha. Essa festa acontece sempre no dia 24 e é voltada principalmente para o público jovem que gosta do pagode baiano.

Ichu: Assista ao vídeo da Guerra de Espadas realizada nesta quarta-feira “São João”

Nesta quarta-feira, 24, “São João” foi realizada mais uma tradicional Guerra de Espadas com a fogueira de Cair.
Guerra de Espadas
Ontem, 23, a nossa equipe filmou do primeiro andar do prédio de Gil Bar e Restaurante. Agora a filmagem foi efetuada da residência do casal Miguel e Lucivânia.