CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

TV Subaé faz reportagem em Ichu sobre a confecção de Máscaras e Alegorias

Uma equipe da TV Subaé esteve em Ichu nesta quarta-feira, 03, para a preparação de uma matéria sobre a confecção de máscaras e alegorias que são utilizadas no concurso que acontece sempre na primeira sexta-feira de fevereiro, durante os festejos em louvor ao Sagrado Coração de Jesus, padroeiro do município.
c932f361-e715-4716-bc3c-6407a61f24f2
Os artesãos explicaram para a Repórter Madalena Braga todo o processo de fabricação, materiais utilizados, bem como falaram do tempo necessário para a confecção das mesmas.

Ichu: 4ª noite da Festa em louvor ao Sagrado Coração de Jesus

Tema: Caminho de Jesus, caminho do mundo.
Responsáveis: Dizimo e Batismo
Comunidades: Nossa Senhora Aparecida (Nova Esperança), São Paulo Apóstolo (Campinas) e Bairro IV.
Visitantes: Retirinho (Paróquia Bom Pastor – Serrinha)
Celebrante e Palestrante: Pe. Ângelo
Não raro sofremos as consequências das nossas ações pecaminosas. Em vez, porém, de nos entregar a impulsos destrutivos, convém sempre apelar para a misericórdia de Deus, que cura e salva.

Justiça aceita denúncia contra Edílson e mais 15 por fraudes em loterias

Ex-jogador Edílson depõe na sede da PF em Goiânia, Goiás, sobre fraudes em loterias (Foto: Vanessa Martins/G1)
Ex-jogador Edílson é réu em processo contra fraudes
 em loterias (Foto: Vanessa Martins/G1)
A Justiça Federal acatou a denúncia contra suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em fraudar pagamentos de prêmios de loterias da Caixa Econômica Federal (CEF), desarticulada pela Operação Desventura. De acordo com a 11ª Vara Federal, em Goiânia, foram 16 denunciados pelo crime de organização criminosa, entre eles o ex-jogador da seleção brasileira Edílson da Silva Ferreira, o Edílson Capetinha.

Segundo o procurador da República Hélio Telho, responsável pelas denúncias do Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO), os envolvidos se associaram para planejar e cometer as fraudes que renderam cifras milionárias. O ex-jogador Edílson é apontado com um dos responsáveis por aliciar gerentes de bancos para a quadrilha.