CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

terça-feira, 21 de junho de 2011

Mais um jovem é assassinado em Coité:

Mais um jovem foi assassinado em Conceição do Coité. No ultimo sábado (18), foi Andrezinho, que morava no Bairro do Açudinho, morto com golpes de facão, na Fazenda Caldeirão, e nesta terça-feira (21) por volta das 12h30m, foi assassinado no Bairro da Pampulha o jovem Glauber Silva dos Santos. 


Glauber Silva dos Santos, 19 anos, que era conhecido por Briel, residia na Rua Dionísio Pinto, 280, Bairro dos Barreiros, em Coité, ele foi mortos a tiros, de acordo a informação da equipe medica do Hospital Regional, a vitima foi atingido provavelmente com dois tiros na cabeça, e chegou no hospital sem sinais vitais.

Os elementos estavam em uma motocicleta dados ignorados, antes do crime os elementos foram na casa da vitima e perguntou a Graziele irmã de Briel pelo o mesmo, ela respondeu que não sabia, em seguida os elementos saíram, questão de poucos minutos, Graziele ficou sabendo que o seu irmão teria sido assassinado.

Briel tinha varias acusações, dentre elas, o assalto que aconteceu na casa loteria no centro desta cidade, em 2010, ele tinha passagens na delegacia local.
O corpo do jovem foi encaminhado para o Departamento de Policia Técnica de Feira de Santana, o sepultamento acontece nesta quarta-feira. A policia já iniciou a investigação.

Veja as imagem do assalto que aconteceu em 2010 cometido pela vítima:
 

As informações são de Val Cesar IB

Boi de roça na fazenda massapê Ichu-Ba:

Uma pequena amostra do boi de roça que aconteceu na fazenda massapê do senhor José Hildebrando Carneiro no dia 23 de abril de 2011. Se quiser mais informações deste eventos clique aqui e confira.

O boi de roça é uma tradição nordestina de muitos anos e os trabalhadores rurais do município de Ichu região sinsaleira do Estado estão tentando manter.

QUASE TUDO PRONTO PARA O SÃO JOÃO DE ICHU:

Faltando apenas 2 dias para os festejos Juninos, os trabalhos de preparação para o São João de Ichu está chegando na reta final, as ruas e avenidas estão todas enfeitadas para os foliões da região e principalmente os que vem de outras cidades prestigiar o nosso tradicional forró Pé-de-Serra que acontecerá na Esplanada municipal do dia 23 à 25 de junho. Este ano tem como principal atração a banda de forró "Menina faceira" que vai se apresentar na sexta-feira dia 24. Clique aqui e veja a programação completa do São João em Ichu:

 Este ano tem como novidade a homenagem ao saudoso Luiz Gonzaga o Rei do Baião morto em 02 de Agosto de 1989, responsável pela origem do forró pé de serra em nosso País.

Na entrada do palco principal, um enorme Acordeon o instrumento musical mais tradicional do forró. 

Na entrada da rua que dar acesso a Esplanada municipal (palco da festa), decorações a caráter da época. 

Justiça: Novo sistema pode reduzir tempo de tramitação de processos:

A burocracia é um dos entraves para o cidadão ter acesso a uma Justiça rápida. Segundo números divulgados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), cerca de 70% do tempo de tramitação de um processo são perdidos no vai e vem de papéis entre gabinetes, protocolos e cartórios. 

Para eliminar essas movimentações desnecessárias, o CNJ lança hoje (21) à tarde o Processo Judicial Eletrônico (PJe). O sistema promete integrar dados e unificar a tramitação de processos em todo o país.
Não é a primeira vez que o Judiciário recorre à informática para gerir melhor seus processos. Vários tribunais já têm seus próprios sistemas de tramitação eletrônica, mas isso acaba dificultando a troca de informações entre as cortes. Além disso, os múltiplos sistemas acabam criando barreiras para o trabalho dos advogados, que precisam se adaptar a cada uma das plataformas.

A proposta do PJe é ser o sistema nacional único de tráfego de dados judiciais. Desenvolvido por técnicos do CNJ, ele ficará à disposição dos tribunais, que não precisarão empenhar tempo nem dinheiro para manutenção de sistemas próprios. Não há regra que imponha o uso do PJe nas cortes locais, mas, daqui para a frente, aquelas que quiserem manter seus próprios sistemas serão obrigadas a fazer com que eles se comuniquem com a plataforma criada pelo CNJ.

O conselheiro Walter Nunes, um dos responsáveis pela implantação do PJe, afirmou à Agência Brasil que o sistema é uma inovação, diferente de tudo o que já foi experimentado em termos de informatização. “Não é apenas a mudança de papel para a mídia eletrônica, é a automação do serviço jurisdicional, eliminando a fase humana. É enfrentar a questão que resulta na morosidade, que é a burocracia”.

De acordo com Nunes, o processo eletrônico acabará com um dos principais problemas da tramitação física: a retirada dos autos dos cartórios. “Quando o advogado leva o processo do escritório para trabalhar, ele fica inacessível e, muitas vezes, o advogado leva um ano para se manifestar. Agora, o juiz conseguirá agir porque os autos estarão com ele”, disse Nunes.

Ele explicou que a tramitação exclusiva por meio digital é mais segura que a movimentação dos processos em papel. “Hoje, os processos não são seguros, muita coisa se perde em incêndios, inundações. Muitos advogados menos cuidadosos tiram os autos dos cartórios e o filho pequeno acaba fazendo um desenho em cima. A forma mais eficiente para ter
 segurança é a manutenção de um banco de dados eletrônico. Todo o sistema bancário funciona dessa forma”.

O uso do processo eletrônico foi autorizado no país após a aprovação da Lei nº 11.419, de 2006. Ela alterou o Código de Processo Civil e  permitiu a tramitação de processos e peças judiciais, assim como a comunicação de atos, por meio eletrônico. As informações são de A tarde.