CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 6 de julho de 2011

São Domingos – Em protesto a morte de preso, populares queimam carro e ameaçam invadir Delegacia:

A vingança em atear fogo no carro foi por ter sido este veículo que Sidney teria batido com uma pedra no capô, segundo relatou o guarda ao delegado e que ocasionou na sua prisão, e conseqentemente na sua morte.
Se a terça-feira, 5, o clima esteve tenso depois da morte de Sidney Santana Rocha, 26 anos, esta quarta-feira,6, a situação foi ainda pior. Populares inconformados atearam fogo no Woyage do guarda Municipal José Roberto e tentaram invadir a delegacia. Para alguns moradores, o veículo foi talvez, a principal causa da morte de Tim, como era conhecido o Sidney. Pois segundo o guarda relatou ao delegado Jorge Umbelino na manha de terça-feira, Tim teria batido com uma pedra duas vezes no capô do seu carro que posteriormente o prendeu.

No fim da manha de hoje, no momento que acontecia o velório na residência da mãe da vítima, populares perceberam Chico passando sentido delegacia, que fica próximo ao local do velório e saíram correndo na tentativa de pegar o funcionário publico, que ao chegar na delegacia entrou rapidamente e deixou seu carro no lado de fora. Neste momento os manifestantes começaram a atirar pedra no veículo e não dando por satisfeitos, colocaram o automóvel em ponto morto e saíram empurrando até a Praça Izaque Pinheiro, centro da cidade, que fica a cerca de 300 metros da delegacia, ao chegar ao largo que fica em frente à Prefeitura Municipal, emborcaram o Woiage e atearam fogo.


Veja o Vídeo do protesto:

Naquele momento o policiamento ainda era pequeno para conter o protesto, mais de cem pessoas com o mesmo propósito retornou a delegacia a procura de Chico como é conhecido na cidade o guarda dono do carro.

O sepultamento aconteceu às 14h com dezenas de pessoas com cartazes, pedido por justiça. 
Uma delas foi à irmã de Sidney, a Leiliana Santana que veio de São Paulo para o sepultamento, disse que não tem presa para voltar e que pretende viajar só quando vir uma resposta da justiça. “ É lamentável uma situação como essa, uma cidade sem delegado, sem promotor, sem Juiz e sem policial qualificado. Aqui tem quatro anos sem delegado, hoje tem dois só por causa desse acontecimento”, falou indignada Leiliana.

A situação de tensão só veio aclamar por volta das 14h30, depois da realização do sepultamento, mesmo assim os policiais militares que estavam em sete viaturas do 16º Batalhão de Serrinha, comandadas pelo capitão Joilson Lessa da 4ª Cia / Conceição do Coité, e outras seis viaturas da policia civil da coordenadoria de Serrinha permaneceram no centro da cidade, para evitar nova manifestação.
Em nota da Secretaria de Comunicação do Governo da Bahia, divulgada na imprensa na tarde de hoje, diz que o Departamento de Polícia do Interior (Depin) determinou que o delegado Fábio Santos da Silva, coordenador da 17ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Serrinha, se deslocasse para o município de São Domingos, a 245 quilômetros de Salvador, para apurar as circunstâncias da morte de Sidnei de Santana Rocha, 27 anos, ocorrida, na madrugada de terça-feira (5), quando era transferido para o Hospital Regional de Feira de Santana.

Sidnei foi preso e encaminhado à delegacia do município depois de se envolver numa briga com um guarda municipal. O investigador Marcelo da Silva Souza, chamado ao local, efetuou a prisão do rapaz, que se mostrava exaltado e recusava-se a ficar custodiado na unidade policial. Durante a madrugada, o preso passou mal na carceragem e foi socorrido para o hospital.
A investigação, presidida pelo coordenador Fábio Santos, está sendo acompanhada pelo Ministério Público da Comarca de São Domingos. “O laudo pericial que determinará a causa da morte ainda não está pronto. Porém, não existem indícios de que o preso tenha sido torturado”.

Todos os envolvidos no episódio, dois funcionários municipais que trabalham na carceragem e o investigador, foram ouvidos e os depoimentos serão encaminhados ao Depin, juntamente com o laudo pericial. Após a análise das peças, a Polícia Civil decidirá se instaura processo administrativo contra o policial, que tem prazo para conclusão de 60 dias. Marcelo está afastado preventivamente de suas funções.

Fonte: Calila Notícias, Por: Raimundo Mascarenhas/ fotos: André Franco- Noticias do Sisal e Sisal News – Video agitosvips.com

Avaí e Bahia ficam no empate em 2 x 2:

O Bahia não manteve a fama de ótimo retrospecto jogando fora de Salvador, na noite desta quarta-feira, quando enfrentou e empatou com o Avaí Futebol Clube, jogando no Estádio da Ressacada, por 2 x 2, depois de virar o jogo e ceder o empate ao time da casa, aos 12 minutos no segundo tempo.

É um novo ponto conquistado, que deve ser festejado, quando considerado ser um jogo fora de casa, a despeito da fragilidade do adversário e o pouco futebol praticado pelo Bahia na noite de hoje, quando não repetiu as boas atuações dos jogos contra o Fluminense e Atlético-PR e, até mesmo, o bom jogo que assistimos contra o Corinthians, ainda que tenha sido derrotado dentro de casa. Os gols da partida foram marcados por Júnior e Paulo Miranda, para o Bahia enquanto Rafael Coelho e Gustavo Bastos, marcaram para o time de Santa Catarina.

Com o resultado de empate o tricolor, provisoriamente, sobe duas casas na tabela de pontuação, saindo da décima terceira para a décima primeira colocação, posição que não deve sustentar com o complemento da rodada, com os jogos das 21h e da quinta-feira.

O tricolor volta a campo no próximo domingo, quando tentará a sua primeira vitória, jogando no Estádio Metropolitano de Pituaçu, desta vez, enfrentando o Botafogo-RJ, atualmente ocupando a quarta-colocação na competição.

FICHA TÉCNICA DE AVAÍ 2 x 2 BAHIA
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 6 de julho de 2011, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Gilson Bento Coutinho (PR)
Cartões Amarelos: Cleverson (Avaí), Lulinha, Jobson e Dodô (Bahia)

Gols: AVAÍ: Rafael Coelho, aos 19 minutos do primeiro tempo, e Gustavo Bastos, aos 13 do segundo tempo.

BAHIA: Júnior, aos 23, e Paulo Miranda, aos 25 minutos do primeiro tempo.

AVAÍ: Felipe; Daniel, Welton Felipe, Gustavo Bastos e Romano; Fabiano (Diogo Orlando), Pedro Ken, Robinho (Maurício Alves) e Cléverson; Rafael Coelho (Fábio Santos) e William.
Técnico: Alexandre Gallo

BAHIA: Marcelo Lomba; Jancarlos (Maranhão), Titi, Paulo Miranda e Dodô (Marcos); Fahel, Marcone, Diones e Ricardinho (Lulinha); Jobson e Júnior.
Técnico: René Simões

Fonte: BFB

Sacretaria Municipal da Educação de Ichu realizará reunião para discutir a Semana da Cultura:

Blog de andreluizichu :REPÓRTER ANDRÉ LUIZ - ICHU - BAHIA - (75) 8122-4970 - DEUS É FIEL - EMAIL: andreluizichu@hotmail.com, Secretaria Municipal da Educação de ichu realizará reunião para discutir a Semana da Cultura
   Na próxima sexta-feira, 08/07, a partir das 14:30 hs na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, acontecerá uma importante reunião para discutir sobre a XIX Semana da Cultura em comemoração aos 49 anos de Emancipação Política e Administrativa de Ichu.
  A reunião é aberta para todos os segmentos da sociedade que tiver interesse em colaborar com este importante evento.
 Você que é artesão, pintor, cantor, sambador, contador de causos, sanfoneiro, historiador ou detentor de qualquer arte, compareça a reunião e apresente sua ideia a exemplo do tema para  Semana da Cultura ou outra sugestão que possa ser aproveitada.
  A  Semana da Cultura começa com os jogos regionais nas modalidades  futsal e voley que serão realizados nos dias 23 e 24 (Sábado e Domingo) e a abertura oficial no dia 25 (Segunda) no Barracão Municipal.

Fonte: Blog do André Luiz  http://andreluizichu.spaceblog.com.br

São Domingos: após ser preso, homem passa mal dentro da cela e morre; família acusa a polícia:

Um homem morreu na manhã de terça-feira (5) em São Domingos (a 79 km de Serrinha) após ser flagrado por volta das 2h da madrugada provocando desordem em praça pública. Conforme informações, Sidney de Santana Rocha, 26 anos, chegou a apedrejar o carro de um agente da guarda civil municipal. A polícia Civil foi acionada e conseguiu capturar o suspeito.
Segundo a polícia, após ser preso, Sidney começou a se debater contra as paredes e as grades da cela onde foi custodiado. Outro preso que estava na mesma cela avisou aos agentes que o companheiro estava passando mal e com a cabeça ensangüentada. 
O rapaz foi levado para o Hospital Municipal José Mota Araújo em Valente, aonde chegou sem vida. A informação da polícia foi contestada pela mãe de Sidney, a dona de casa Alaide de Santana Rocha que disse ter visto o filho dela ser espancado pelos policiais. “Eu sair lá fora e vi os policiais batendo em meu filho, eu pedir para parar, mas eles continuaram chutando e arrastando meu filho pelo calcamento”, contou a mãe.

De acordo com a polícia, Sidney era usuário de drogas e tinha passagem pela polícia do Estado de São Paulo por tráfico de entorpecentes. 

Um inquérito será aberto pelo delegado Jorge Umbelino, titular da DP local, para investigar as circunstâncias da morte. “O que for preciso irá ser feito para descobrir a causa da morte de Sidney”, afirmou Umbelino.
 A mãe afirma que o filho foi espancado no meio da rua pelos policiais 

Fonte: Cleriston Silva Foto: Noticias do Sisal

Noite de terça-feira com três homicídios em Feira de Santana:

Um duplo homicídio e uma execução marcaram a noite desta terça (5), em Feira de Santana. Uma das vítimas era funcionária do Atacadão que foi surpreendida a caminho de casa, já as vítimas do duplo homicídio eram irmãos.
Dois irmãos e uma comerciária foram mortos a tiros na noite desta  terça-feira (05),  em Feira de Santana. Marcelo Santana Miranda, de 25 anos, e o irmão dele Alexsandro Barbosa de Santana foram mortos com vários tiros na rua Alto do Paraíso, no loteamento Monte Pascoal, próximo ao Conjunto Feira IX, por volta das 18h40.
O local do crime era escuro, o que pode ter facilitado a ação dos assassinos. Segundo informações de populares, Alexsandro pilotava uma motocicleta e o irmão estava como carona.  Alexsandro já se aproximava de casa onde ficaria e o irmão iria sair com a moto, para trabalhar como mototaxista clandestino. Tudo indica que eles estavam sendo seguidos por outro veículo de onde partiram os disparos.
 
De acordo com informações colhidas pelo site Acorda Cidade, Alexsandro era trabalhador, mas o irmão Marcelo, há cerca de duas semanas, tinha sido liberado do Complexo Policial Investigador Bandeira, após ser preso por uso de drogas.
 
Avenida Anchieta (Canal)
O outro crime que mobilizou a Polícia Militar, também na noite desta terça-feira, teve como vítima a comerciária Jussara Dias Queiroz, de 36 anos. Ela trabalhava como repositora do Atacadão e morava na rua Heráclito de Carvalho, no bairro Rua Nova.
Segundo informações, Jussara estava indo para casa com o mototaxista Robson de Sousa Silva, na moto Darfra de placa JSY-0994. Ela vinha do bairro da Queimadinha com destino a sua residência.
Ao passar em frente a Pousada Palma do Sertão, na travessa Humaitá, cruzamento com  Avenida Anchieta (Canal), um homem em outra moto mandou que Robson parasse e deixasse o local. Em seguida, ele efetuou vários disparos contra a mulher, que morreu na hora. Os tiros atingiram principalmente a cabeça. O corpo ficou ao lado do veículo, na entrada da pousada.
O sargento Silva Santos, que comandava a viatura do Grupo Especial Tático Ostensivo (GETO), da 65ª CIPM- Companhia Independente da Policia Militar, esteve no local do crime.
Ele informou que não foram roubados pertences de Jussara nem do mototaxista apesar do homem que estava na moto ter anunciado que era um assalto. Ele acredita que trata-se de crime passional.

Fonte: Acorda Cidade, Fotos: Ney Silva

Um animal com características raras foi capturado na Fazenda Lajedo:


No domingo (3), o bizorista, Gildevan, trabalhava na roçagem de 70 tarefas de terras da Fazenda Lajedo, em certo momento percebeu três preás; segundo ele os animais correram e se esconderam numa “coivara”, dois deles eram normais, um chamou a atenção do trabalhador, pois a pelagem era loira. Com medo do trator, o animal voltou a correr, para evitar que ele fosse atingido pela reçadeira, Gildevan o capturou percebendo que estava machucado o levou para casa.

Preá (Cavia aperea) é um roedor de ampla distribuição na América do Sul, do gênero Cavia, família dos caviídeos. Mede cerca de 25 cm de comprimento. Possuem pelagem cinzenta, corpo robusto, patas e orelhas curtas, incisivos brancos e cauda ausente. Também é conhecido pelo nome de bengo. É aparentado com o porquinho-da-índia (Cavia porcellus). É predado por aves de rapina, cobras, canídeos e felinos selvagens, bem como cães e gatos domésticos de propriedades rurais.
Desde o domingo sabendo da notícia, várias pessoas foram à comunidade Boa União, para ver o animalzinho diferente, cada um tem uma sugestão; O senhor Cleto acha que se trata de um rato, pois nem nas enxós (armadilha usada para capturar preás), nunca um animal daquele jeito foi pego. Já a senhora Josefa, conhecido como Zefira que tem 66 anos, imagina que seja um “Preá Albino”, ela também afirma que nunca tinha visto um preá desses.
Para o animalzinho não ficar sozinho, um preá da índia que é criado em cativeiro foi conseguido para fazer companhia a fêmea que tem chamado a atenção de todos.

Por Rubenilson Rubem Jornal A Nossa Voz