CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Falta de chuva faz o homem do campo perder todo o plantio de milho e feijão no município de Ichu:

A última vez que a região passou por uma estiagem como essa foi em 1992, afirma o agricultor Gregório Evaristo Carneiro que aponta com a mão a situação que se encontra a sua plantação de milho e feijão. 

BANDO ARMADO ATERRORIZA ZONA RURAL DE QUEIMADAS:

Por volta das 18h30min, da noite de (21/07), quando um bando composto por 6 homens armados, invadiram a Fazenda Pau de Ferro, na zona rural de Queimadas, fronteira com Ponto Novo, e efetuaram o roubo de duas motos, e insatisfeitos dispararam contras os proprietários dos veículos, MARCOS VINICIUS JOSÉ DOS SANTOS, atingido na coxa, e OTACILIO ALVES DOS SANTOS, atingido com um tiro no abdômen.


A polícia ainda fez buscas na região conseguindo recuperar pelo menos uma das motocicletas roubadas.
Os autores ainda não foram presos.
Maravilha Notícias

Ofendido, Sargento PM do Ceará bota a Globo na justiça por cena de novela:


O Sargento José Adamir Bandeira Holanda Cavalcante Filho, residente em Crato, Ceará, apresentou no Juizado Especial da cidade Ação Cível com pedido de indenização por danos morais contra a Rede Globo.

Segundo explicou, no último dia 29 de junho a emissora levou ao ar um diálogo na novela Insensato Coração que considerou uma desmoralização para todos os policiais militares do país. Sentindo-se ofendido, ele ajuizou o pedido de indenização e espera que os seus colegas de farda façam o mesmo.

De acordo com o Sargento Bandeira, trata-se da cena com o personagem do Delegado Rossi e Paula Cortez. Na conversa a atriz insinua que o delegado só sabe “receber propinas de motoristas bêbados” e este retruca dizendo que a mesma o estaria confundindo dizendo:

“Eu não sou guarda municipal e nem tão pouco sou policial militar”. O militar caririense considerou ofensas a essas duas instituições e ingressou com a ação juntando as imagens do diálogo.

Para ele, a Rede Globo tem sido contumaz neste sentindo considerando os militares ignóbeis citando o antecedente na novela “Morde e Assopra” quando colocaram personagens representando um Sargento que é uma verdadeira falta de respeito para os PMs.

Conforme observa, trata-se de uma ficção, mas entendeu a resposta do personagem do Delegado da Polícia Federal como desnecessária e ofensiva à categoria pelo próprio tom pejorativo e difamatório.

O fato de ter denegrido a imagem de toda uma corporação e deixando transparecer ao grande público que PM é bandido, o motivou a ajuizar o pedido de indenização de quase R$ 11 mil bem como a devida retratação da Rede Globo. Além disso, passa a idéia de que a Polícia Federal, encenada pelo ator/delegado, sente-se ultrajada ao ser comparada com os militares.

O oficial adiantou que, caso ganhe a questão, serão 40% para a ACSMCE (Associação dos Cabos e Soldados Militares do Ceará) e Asprac (Associação das Praças da Região do Cariri), restando 20% para o reclamante. Informações do blog do Danúbio. 
 Extraído do Interior Da Bahia

Kelly Cyclone foi ameaçada de morte um mês antes de ser assassinada:


Nesta sexta-feira (22), duas amigas que estavam com Kelly durante um show de pagode momentos antes do crime devem depor.


Kelly Sales Silva, 23 anos, conhecida como Kelly Cyclone, foi ameçada de morte um mês antes de ser assassinada na madrugada de segunda-feira (18), no centro de Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador, segundo a polícia. Kelly foi morta a tiros em circunstâncias ainda não esclarecidas.

A denúncia foi feita pela própria Kelly na Delegacia do município, no dia 8 de junho. Segundo contou em depoimento, ela teria discutido com dois homens, conhecidos como John e Calango, dentro de uma Topic, quando ia ao dentista no centro de Lauro de Freitas. Após trocarem insultos, os dois teriam a ameaçado de morte.

Segundo a polícia, Kelly teria sido chamada de 'alemã' - gíria usada por traficantes para designar inimigo - pelos dois homens. Na ocorrência policial, consta que eles iriam "pegar a arma para dar um fim em sua vida". A polícia investiga o envolvimento dos dois homens no crime, mas não descarta as versões de crime passional ou vingança.
Nesta semana, um adolescente chegou a ser apreendido suspeito de ter participado da morte de Kelly, mas foi liberado. W.S.S., conhecido como Carranca, foi apreendido em abordagem policial noite de segunda-feira (18), em Lauro de Freitas, por policiais do Batalhão de Rondas Especiais da Polícia Militar da Região Metropolitana de Salvador (Rondesp/RMS).

Segundo agentes da delegacia, as suspeitas não puderam ser confirmadas e por falta de provas do envolvimento do adolescente no assassinato, ele foi liberado.

Com o jovem de 16 anos foram encontrados 14 papelotes de maconha e cinco de crack. Ele seria o mesmo, segundo a polícia, que teria trocado tiros com policiais da 52ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) após roubar um veículo em Lauro de Freitas um dia antes do assassinato. Correio

Polícia revela foto de acusado pela morte de promotora de vendas em Feira de Santana:

A delegada Klaudine Passos, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), divulgou uma foto oficial do acusado pela morte da promotora de vendas Joselita de Jesus Pereira, após uma assalto contra uma joalheria no centro de Feira de Santana, no último dia 13.

Segundo a polícia, o acusado é Nailton Bruno Carvalho da Cruz (foto), 26 anos, que reside no conjunto Viveiros. A delegada informou que Nailton já esteve preso em quatro ocasiões, por causa de briga, lesões corporais e tráfico de drogas. Ele estava em liberdade provisória, já que saiu do Conjunto Penal de Feira de Santana no dia 14 de abril deste ano.

A prisão preventiva de Nailton da Cruz já foi decretada pela justiça e a polícia está à sua procura. A delegacia responsável pelo caso solicita que a população colabore, denunciando o paradeiro do acusado, através dos telefones: 181 ou 3602-3517. A pessoa que fizer a denúncia ao precisa se identificar.

RELEMBRE O CRIME

Uma mulher morreu no início da tarde de quarta-feira (13), vítima de uma bala perdida durante uma tentativa de assalto no centro de Feira de Santana. A promotora de vendas Joselita de Jesus Pedreira, 35 anos, que residia na rua Santana, bairro Novo Horizonte foi atingida pelo tiro e morreu no interior da loja Moni Calçados,na rua 18 de Setembro.


Segundo informações, um homem armado com um revólver entrou na joalheria Paulo Jóias e anunciou o assalto. Na fuga, sem ter levado nada e sob gritos de “pega ladrão”, o criminoso deflagrou tiros e atingiu a mulher que ia passando nas proximidades. Ela entrou na loja para pedir socorro e morreu no local.

De acordo com a polícia, o criminoso fugiu em uma moto, com a ajuda de um comparsa. A vítima residia na rua Santana, no bairro Novo Horizonte.

Fonte: Central de Polícia, com informações dos repórteres Denivaldo Costa e Kleiton Costa