CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sábado, 19 de setembro de 2020

Indústria de plástico em Feira de Santana desviou 3,4 milhões de KWH com ligação clandestina de energia

Mais uma operação de combate ao furto de energia elétrica, realizada pela Polícia Civil, com o apoio da Coelba, desativou, na noite desta quinta-feira (17), uma ligação clandestina de energia em uma indústria de plásticos de Feira de Santana. Os policiais e os técnicos da distribuidora constataram o desvio de 3,4 milhões quilowatts-hora (kWh) de energia da rede da Coelba para abastecer irregularmente a indústria.

A energia recuperada é suficiente para atender 30 mil residências durante um mês ou o município de Amélia Rodrigues durante dois meses. O volume é praticamente igual ao recuperado, na última terça-feira (15), em uma operação conjunta da Coelba com as distribuidoras de mais três estados ( PE, RN e MS), na maior ação já realizada no País para combater fraudes e furto de energia.

Ligação clandestina

O desvio vinha ocorrendo desde 2016. O proprietário do local será intimado para depor na delegacia de Feira de Santana e vai responder criminalmente. O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro e a pena para o responsável pela prática ilegal pode chegar a oito anos de reclusão.

Além de representar riscos de acidentes graves à população, a energia furtada é paga por outros consumidores, através do repasse na tarifa de energia, conforme determina a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). 

Como denunciar 

A Coelba reforça a importância da denúncia de fraudes e furtos de energia. O apoio da comunidade é essencial para identificar os desvios e acionar a distribuidora. As denúncias são feitas de forma anônima através do telefone 116 ou pelo site www.coelba.com.br, na parte de Serviços, na aba Denúncia de Irregularidade.

Do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.