Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Ichu: Mulheres dos Grupos de produção da Cooperagil e pais de alunos do Colégio Stº Antônio de Barra protestam pela qualidade na merenda escolar

Mulheres dos grupos de produções cobram que a prefeitura volte a comprar os produtos da agricultura familiar produzido no município
Em protesto em prol dos grupos de produções da agricultura familiar da COOPERAGIL, bem como pela falta da merenda nas escolas, pais, mães e produtoras cooperadas realizaram uma manifestação passiva na manhã desta quinta-feira, 09, no povoado de Barra em Ichu. 
O movimento exige que a prefeitura municipal, por meio da secretaria de Educação volte a comprar os produtos produzidos pelos grupos de produções para a merenda escolar da rede de ensino. Segundo os manifestantes, a compra foi suspensa desde o mês de agosto sem nenhuma explicação aos produtores (as). Eles ainda alegam que o pagamento também está em atraso.
No ato, as manifestantes fizeram uma caminhada pelas ruas do povoado chamando atenção com apitos e em seguida se concentraram em frente ao colégio Santo Antônio onde distribuíram merendas produzidos por elas como forma de protesto.
A vereadora do PCdoB Celidalva Soares participou da manifestação em prol dos grupos de produções e pela merenda escolar de qualidade nas escolas. 
Em entrevista Celidalva falou do movimento e promete continuar lutando pelos direitos das mulheres produtoras e da população ichuense, confira.
Gecia de Jesus Sampaio Silva, presidente da cooperagil, uma das líderes do movimento ressaltou a importância da mobilização em prol dos grupos de produções. Segundo ela, os grupos vem produzindo diversos produtos de qualidade, a exemplo  de pão de queijo, sequilhos, polpas de frutas, beiju, bolo e cupcake e que tem ajudado e muito na renda familiar
Ela conta que vinham fornecendo alguns desses produtos para merenda escolar do município em parceria com a ARCO SERTÃO que havia vencido a licitação e que desde o mês de agosto que a prefeitura parou de comprar e que isso tem prejudicado as produtoras, principalmente por estarem sem receber uma parte do pouco que conseguiram vender. Gecia concedeu entrevista ao Ichu Notícias, confira.
A moradora do povoado de Barra Flávia Araújo Miranda que é mãe de um casal de alunos do colégio  Santo Antônio, disse que é muito importante as mulheres produtoras estarem se mobilizando, ela diz que a qualidade da merenda escolar tem caído muito, ao ponto de seu casal de filhos não estarem mais merendando na escola já há algum tempo. 
Flávia diz ainda que a merenda escolar é um direito dos alunos constituído em lei federal. Flavia falou mais para nossa reportagem.
A professora da rede municipal que leciona no colégio Santo Antônio de Barra Raimunda Meire, defendeu o movimento.  
"Uma manifestação como essa em prol de uma merenda de qualidade, pra nós é com certeza cidadania, ensinamento de cidadania para com o nosso povo, principalmente para a comunidade escolar que precisa saber de seus direitos para que todos saibam que nossas crianças precisam ser respeitadas, tendo uma merenda de qualidade, e isso nós temos percebido que a nossa merenda não está tendo qualidade" disse a professora.
Procurado pela reportagem do Ichu Notícias, a secretaria de educação informou que até o momento o município já comprou 39% da agricultura familiar, valor que estar acima dos 30% determinado por lei. Sobre a dívida com a cooperativa a secretaria reconheceu que existe um restante a ser pago e que até dezembro tudo será resolvido. 

Sobre a falta de merenda nas escolas o secretário Carlos Herivelton ressaltou que o recurso do governo federal destinado para a merenda não tem sido o suficiente e que o município vinha complementando. Contudo, devido a crise financeira que o município vem enfrentando este valor da contra partida foi cortado até o final de ano, uma medida para que as contas do prefeito não fechem no vermelho, disse ele. 

Vale ressaltar que a mobilização contou com o apoio do Movimento das Organizações Comunitárias (MOC).
 
Redação Ichu Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.