CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Regulação de paciente em Feira: família sofre com idosa em policlínica e diretor do Clériston explica situação dramática do hospital

Mais uma família vive o drama de tentar transferir um parente internado em policlínica de Feira de Santana para um hospital com condições de cuidar do paciente, e o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) é sempre apontado como solução. O problema é que por conta de vários acidentes ocorridos no último fim de semana, o hospital ficou mais uma vez sobrecarregado e não dispõe de vagas.

Segundo o diretor do HGCA, José Carlos Pitangueira, somente no período do feriado do Natal, 54 pessoas envolvidas em acidente com moto foram atendidas e ficaram internadas naquela unidade.
E há pelo menos 15 dias, a idosa Enedina Conceição de Souza, 85 anos, moradora do bairro Rua Nova está internada na Policlínica Dr. Francisco Martins da Silva, situada naquela localidade, esperando por uma regulação para o Hospital Geral Clériston Andrade.

Apelo a políticos
A filha, Maria do Carmo, informou que a idosa está com o pulmão inflamado e com falta de ar, além de problema no coração. Ainda de acordo com ela, uma médica orientou que levasse a paciente para casa, mas sem o suporte de oxigênio, que a família não tem condições de adquirir, a paciente corre o risco de morrer. “Não tem condições de ir para casa. Vocês políticos me ajudem, Zé Neto, Zé Ronaldo, vereadores. Diz que não tem vagas, mas quando é uma pessoa que tira a vida de um pai de família, uma mãe de família, um bandido, sempre tem vaga”, protestou.

Mais de 50 acidentados com moto no fim de semana
Em entrevista concedida ao repórter Sotero Filho, o diretor do Clériston Andrade explicou que 257 pessoas foram atendidas durante o feriado de Natal, e pelo menos 54 foram vítimas de acidente envolvendo moto. Também deram entrada no hospital, 20 vítimas de acidente com carro, entre outros traumatismos. “Ai é um absurdo, você não tem como ter vaga no Clériston Andrade. 54 acidentes de moto, todos ficaram internados. É por isso que nós sempre faltamos”, declarou Pitangueira.

Hospitais fecham leitos e sobrecarregam o Clériston.
O diretor do HGCA voltou a frisar que as UPAs estão preparadas para o atendimento anterior ao Clériston Andrade e que casos como o da idosa, de cardiopatia, poderia ser encaminhado para o Hospital Dom Pedro de Alcântara. “Lembre-se que o hospital Dom Pedro é um excelente hospital, e que trata cardiologia muito bem. Tem uma equipe muito boa de cardiologia e que devem ser resolvidos casos de carodiologia, não é também vir a cardiologia para o Clériston Andrade”, se referindo ao caso da idosa internada na policlínica.

“Você tem 54 acidentes de moto, 20 acidentes de carro e ainda tem que resolver problemas cardíacos, me desculpe, vai ter que parar pra acertar, porque assim fica muito difícil qualquer pessoa trabalhar numa emergência em Feira de Santana”, desabafou.
Pitangueira informou que está tentando transferir a idosa para o HGCA, mas ressaltou que o caso dela poderia ser resolvido no Hospital Dom Pedro. “Agora, uma senhora de 84 anos, debilitada como está, botar numa maca, numa emergência, a gente trazer para agradar? Pra resolver, estamos aqui à disposição, agora atender 54 acidentes de moto no fim de semana, fica difícil”.

Ampliação do HGCA é paliativo
Sobre a ampliação da emergência do Hospital Geral Clériston Andrade, Pitangueira informou que as obras devem ficar prontas no final de junho de 2018, e voltou a criticar a falta de opções para atender a demanda de Feira e região. “Não adianta você colocar mil leitos, que você vai resolver o problema. Você tem que aperfeiçoar, não é fechar leito, como fechou o Dom Pedro”, finalizou.

Blog Central de Polícia, com informações e fotos de Sotero Filho e reprodução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.