CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Agricultores baianos avaliam programa de acesso à alimentação

Representantes de 21 municípios dos Territórios de Identidade Recôncavo, Metropolitano, Sisal e Bacia do Jacuípe, contemplados no primeiro projeto do Programa de Aquisição de Alimentos  (PAA) se reuniram, nesta segunda-feira (20), em Feira de Santana, para, juntos com representantes do Governo do Estado, avaliar o programa.
O PAA tem a finalidade de promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar. O evento contou com palestra que abordou a história do PAA, como o programa chegou aos municípios e como ele pode ser executado.

Para o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural  (SDR), Wilson Dias, o encontro faz parte do processo de construção, mútuo e coletivo, do programa, e objetica trocar informações e experiências para garantir uma melhor execução.  
Dias ainda destacou que a SDR/CAR vem apoiando a ação : "No projeto Bahia Produtiva, por exemplo, já tem 852 empreendimentos que estão sendo beneficiados e um dos critérios foi que o grupo de agricultores tivessem acessado o PAA, pois esse é  um passo para estimular a agricultura a comercializar seu produto".

A superintendente de Inclusão e Segurança Alimentar (SISA), da  Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Rose Pondé, ressaltou que o PAA foi uma politica pública constituída pra todos agricultores  que produzem os alimentos que consumimos: "Estamos apenas há 60 dias da execução da primeira meta e já estamos aqui para tratar desse programa. Nosso grande objetivo é colocar todas as dificuldades na mesa, o que já foi alcançado e sairmos daqui com um propósito claro para que a ação seja exequível".

Para a representante do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA), Celia Firmo, esse é um dos programas mais revolucionários criado nos últimos governos: "Uma iniciativa que pensa em duas frentes,  uma pra enfrentar a fome e outra para inclusão produtiva de homens e mulheres rurais".  

Estiveram presentes gestores municipais, secretários de agricultura, de ação social,  representantes entidades ligadas à agricultura familiar e entidades que recebem o alimento, além de prefeitos.

Segundo a secretaria de Ação Social de Aratuipe, Osalina Santos de Oliveira, pelo menos 400 famílias serão beneficiadas no município: "O PAA veio para amenizar a carência de alimentação do municipio e implantar alimentação saudável". 

A agricultura Josenilda Costa, da Associação 
Delicias de Maragogi, afirmou que o programa está beneficiando muitas familias: "Além de distribuir produtos  para pessoas que necessitam dos alimentos, está ajudando na renda de muitas famílias. Com o PAA está sendo possível também  empregar novas mulheres na unidade de beneficiamento de mandioca para produção de biscoito de goma
".

Assessoria Sdr <sdrascom@gmail.com>  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.