CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Policiais militares realizam parto dentro de residência em Feira de Santana

O parto foi realizado com sucesso e um dos policiais segurou em seus braços o bebê ainda envolvido pela placenta.
Policiais militares da Companhia de Guarda, em Feira de Santana, realizaram um parto por volta das 8h10 da manhã desta segunda-feira (3), em uma residência na Fazenda do Menor (Fams) no bairro Aviário.

Eles foram acionados por um homem que foi à companhia em uma motocicleta e pediu ajuda. Os policiais prontamente foram ao local e encontraram a mãe deitada no chão do banheiro prestes a dar à luz ao pequeno Kaleb.
Sargento Silva, a cabo PM Tatyara e a subtentente Ana Paula (Foto: Ascom/CPRL)
Ao Acorda Cidade a subtenente Ana Paula contou que de acordo com a descrição dada pelo homem já compreendeu que existia a possibilidade de a equipe ter que realizar o parto e a guarnição foi preparada, mesmo pedindo o apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

“Antes de sair pegamos as luvas e partimos para dar apoio ao parto. No trajeto a gente entrou em contato com a Cicom para acionar o Samu, e quando chegamos ao local encontramos a senhora Juliana e realizamos o parto com o apoio de duas vizinhas que já estavam lá, e aí Kaleb nasceu. Tudo transcorreu normalmente. Quando a gente chegou, só tivemos tempo de agachar e dar o apoio para a chegada da criança. Foi muito rápido, ela já tinha perdido sangue. Levaram uns cinco minutos e o bebê já saiu com placenta e tudo”, relatou.

O parto foi realizado com sucesso e a subtenente Ana Paula segurou em seus braços o bebê ainda envolvido pela placenta, até a chegada dos médicos do Samu. Enquanto isso, o Sargento Silva e a cabo Tatyara ajudaram a mãe a se levantar e a levá-la para um local mais confortável, onde pudesse segurar seu filhinho.

“Logo após o nascimento da criança retiramos a mãe do banheiro, porque o local estava frio e úmido, e depois aquecemos a criança. Fiquei com o bebezinho no colo com a placenta envolvendo o bebê porque achamos que não seria seguro cortar o cordão umbilical, e quando o Samu chegou nos disseram que fizemos o correto. A mãe já estava no sofá com a criança agasalhada”, continuou.

Por volta das 11h40 os três policiais foram ao Hospital da Mulher para saberem o estado da criança. “Ele estava bem e realizando alguns testes. A mãe já estava na enfermaria”, disse a subtenente Ana Paula.
Foto: Ascom/CPRL
A equipe esteve na sede do Comando de Policiamento Regional Leste (CPRL) na tarde desta segunda-feira para relatar o ocorrido ao comandante Luziel Andrade. Na oportunidades eles destacaram, em entrevista ao

Acorda Cidade, que durante o curso de formação os policiais têm aulas de primeiros socorros e que devem estar sempre preparados para ajudar a população.

“Seguindo os princípios da Polícia Militar de que o cidadão está em primeiro lugar e esta corrente do bem deve ser propagada. A Polícia Militar está sempre de prontidão para realizar ações como esta”, declarou a subtenente.
Andrea Trindade com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.