CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

I Torneio de Babeiros da Associação do Educativo começa domingo, 26 de janeiro.

A competição vai homenagear pessoas históricas do município
Domingo dia 26 de janeiro, terá início o primeiro torneio de babeiros da Associação do Educativo em Ichu com a participação de 4 equipes. Os organizadores desta importante competição inovaram em relação aos nomes dados as equipes participantes do certame, que trazem a memória de pessoas importantes e históricas do município.

⚽   Denominada MÃE LOURA a equipe que tem Orlando como cabeça de chave homenageia Alzira Cordeiro da Silva (Mãe Loura) que era natural de Candeal-Ba, morou um período no município de Conceição do Coité e depois que casou com Luiz Guardino Pereira, veio morar na Mumbuca em Riachão, hoje município de Ichu, isso na década de 40. Mãe Loura era uma das principais parteiras da região, ofício que aprendeu com mãe Duninha do Umbuzeiro no ano de 1955 e seguiu realizando partos voluntariamente até por volta do ano de 2000 a 2005.

Mãe Loura teve 10 filhos mas só conseguiu criar 4, José Cordeiro da Silva (Zezo), Maria Cordeiro de Oliveira (Maria São Pedro), Joana Cordeiro de Jesus e Pedro Cordeiro da Silva. Os dois primeiros moram atualmente em Ichu e os dois últimos residem em Riachão do Jacuípe.

⚽   Outra homenageada é MARIA DE BELOSA, denominação dada a equipe que tem Alan como cabeça de chave. Seu nome completo ninguém soube informar ao certo, mas um sobrinho acredita ser Maria Bispo dos Santos por ser a assinatura do seu pai que era irmão dela. O sobrenome Belosa era o nome como a mãe dela era conhecida. Ainda segundo relatos de familiares, apesar dela ter distúrbio mentais ela foi uma mulher de fibra e gostava de fazer esteiras e chapéus de palhas para vender.

Maria de Belosa foi mãe de 4 filhos, fruto de um relacionamento que teve com uma pessoa que a família não chegou a conhecer. Os filhos eram conhecidos como Joaquim, Raimundo sanfoneiro, Margarida e Carmelita. Ninguém soube informar onde residem hoje esses filhos, ou até mesmo se ainda estão vivos, inclusive até hoje nenhum deles apareceram para dividir uma pequena herança na região do Licuri deixada pela mãe.

Sobre sua naturalidade não se sabe ao certo, mas o sobrinho acredita que ela era natural de Ichu, morou inicialmente no povoado do Licuri e com o tempo acabou indo morar com uma pessoa conhecida como Aro no povoado do Tolete em Riachão do Jacuípe, local onde veio a falecer por volta dos anos 2.000, ninguém soube informar ao certo o ano do seu falecimento.

⚽   Homenageada pela equipe do cabeça de chave Emanuel, Maria Anastácia dos Santos (MARIA BENTA) nasceu no dia 01 de dezembro de 1920 na fazenda Mumbuca em Riachão do Jacuípe que hoje pertence a Ichu, onde viveu por cerca de 25 anos, quando saiu para morar no distrito e hoje sede do município com a família de Luiz Júlio Carneiro (Emancipador de Ichu), ficando por cerca de 40 anos quando faleceu em 1990.

Segundo informações da família, ela era muito bem tratada no seio familiar do então Luiz Júlio Carneiro, era como se fosse um membro da família e cuidou dos filhos e filhas do casal Luiz Júlio e dona Nelir.

Ela nunca teve esposo e optou viver solteira até a morte. Em vida era uma das melhores fabricante de cocadas do município e com o lucro da venda ajudava em seu próprio sustento, complementado com o que recebia da família que lhe adotou. Segundo informações, as cocadas dela eram tão boas e cobiçadas que vários meninos apareciam para vender e ligeiramente as cocadas acabavam.

⚽   A equipe que tem Robson como cabeça de chave é denominada MÃE CACIMIRA em homenagem a Maria Cacimira Bispo dos Santos (Mãe Cacimira), que nasceu e se criou na fazenda Saco dos Porcos zona rural de Riachão do Jacuípe que após a emancipação em 1962 passou a ser Ichu, depois ela se mudou para e sede do município onde viveu até a morte em 1985. O ano de nascimento não se sabe ao certo.

Ela não teve marido mas teve um relacionamento com uma pessoa conhecida como Martiliano Caboclo com quem teve dois filhos, Rosino e Nelson, os dois já falecidos, ela ainda criou uma filha, a qual se chama Maria Luíza Bispo dos Santos que hoje é esposa do sambador Ezequiel Celestino dos Santos.

Mãe Cacimira em vida era uma das principais e requisitada parteira da região, ofício de quem realizava partos na época, trabalho gratuito que as vezes eram recompensada com cereais, roupas ou outros objetos. Por este motivo ela ganhou muito respeito da população que lhe chamavam de MÃE em consideração por ser mãe de umbigo de muitos ichuenses, inclusive ela foi homenageada com o nome de uma rua de Ichu. Ela faleceu no ano de 1985 já bem velhinha.

Redação Ichu Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.