CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 16 de julho de 2020

Feira: Para cumprir Toque de Recolher passageiros enfrentam aglomeração no terminal central e nos ônibus

O Toque de Recolher é válido das 18h às 5h, mas fica impossível cumprir a risca esses horários, quando se depende do transporte público.
Em cumprimento ao Toque de Recolher que passou a valer na quarta-feira (15) e segue até o próximo domingo (19) em Feira de Santana, muitas pessoas estão encerrando o expediente de trabalho mais cedo e estão tentando retornar para as suas residências antes das 18h. O Toque de Recolher é válido das 18h às 5h, mas fica impossível cumprir a risca esses horários, quando se depende do transporte público.
Na tarde desta quinta-feira (16), por volta das 17h30, a situação no Transbordo Central era caótica. Assim como no dia anterior e em horário de pico, muitos passageiros aguardavam nas plataformas os seus ônibus e dentro dos veículos as pessoas amontoavam-se para garantir uma vaga.
Foto: Paulo José/Acorda Cidade
A passageira Gilvana Silva Santos contou à reportagem do Acorda Cidade que desde às 16h aguardava o ônibus para o Conjunto Homero Figueiredo e com mais de 1h30 de espera nem um sinal do mesmo.

Ela relatou que todos os dias a realidade é a mesma e que os passageiros estão expostos tanto aos atrasos como ao risco de contágio pela covid-19.

“Eu trabalho em uma funerária e saio de casa 8h. Quando chego a campo para trabalhar já é mais de 11h. É uma situação muito difícil. Impossível não ter contaminação”, lamentou.

O ajudante de pedreiro Valdomiro Santos, morador do bairro Campo do Gado Novo, afirmou que depois de muita espera seu ônibus passou, porém superlotado e ele preferiu não ir e ficar na esperança de que o próximo viria com menos aglomeração.

“Eu deixei o ônibus ir. A gente fica com medo. É melhor correr o risco de perder o ônibus do que se contaminar e levar a doença para a família”, comentou.

A babá Jaqueline Carvalho, confirmou a situação de atraso e aglomeração dos ônibus e declarou que com os veículos do Conjunto Feira X/ Viveiros a situação também é péssima.

“Além da demora, todos os dias os ônibus saem lotados. Se a gente levantar o pé do chão e depois colocar tá arriscado a perder o lugar. Não tem distanciamento, é um sofrimento e a gente reclama com o fiscal e ele pede para a gente aguardar”, concluiu.

Rachel Pinto com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade.
 
Leia também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.