Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Em debate organizado pelo PEN, embasa garante que em 30 dias resolverá o problema da falta D’agua em Ichu e Candeal

Cerca de 50 pessoas moradoras de Ichu e Candeal estiveram reunidas na manhã desta sexta-feira (10) com representantes da EMBASA de Riachão do Jacuípe e de Feira de Santana com objetivo de tratar sobre o abastecimento de água nessas duas cidades que vem há tempos sofrendo com a precariedade dos serviços.
O evento foi organizado pelo Diretório Municipal do Partido Ecológico Nacional (PEN), através de seu presidente, o vice-prefeito Renato Adelino Almeida e aconteceu na câmara municipal de vereadores. 
Representando a Empresa Baiana de Água e Saneamento – EMBASA estavam, o senhor Gilton Borges, assessor do gerente da unidade de Feira de Santana, José Euzebio Ferreira Jr, gerente operacional, Ana Paula gerente da embasa de Riachão do Jacuípe, além do engenheiro Luiz Sérgio.   

Os vereadores (as) de Ichu, Reginaldo Pedro Araújo PHS, Adalberto Santiago e Celidalva Soares todos do PcdoB foram os únicos de Ichu a participar do debate. De Candeal estavam os vereadores João Braz Lima (Nego de Congo), José Risonaldo Ribeiro da Silva (Léo de Deja) e Joseval Robério Vieira dos Santos (Roberinho do ônibus).  

O debate teve início com a leitura dos principais problemas existente nos dois municípios (Ichu e Candeal) em relação ao abastecimento de água que foi lido por Débora Mascarenhas, na sequência o presidente do PEN Renato Adelino passou a palavra para os representantes da Embasa, para que pudessem esclarecer a comunidade sobre tais situações.  

O gerente Euzébio Junior após agradecer o convite e a presença de todos, disse que reconhece todos esses problemas enfrentados pela população, segundo ele, a empresa vem realizando investimentos para melhorias no abastecimento das duas cidades e acredita que, no máximo, em 30 dias este serviço já esteja liberado para os primeiros testes, uma vez (substitui a palavra já por uma vez, porque estava presente 2 vezes na frase) que cerca de 95% dos trabalhos já estão concluídos.

Euzébio garantiu que após a nova adutora entrar em operação, o problema com a falta d’água será resolvido, ele garantiu ainda que o fato de estar acontecendo extensão de rede para algumas comunidades rurais em Ichu e Candeal, não afetará no abastecimento das duas cidades, pois o sistema está sendo ampliado em aproximadamente o dobro da sua capacidade atual (palavras do engenheiro operacional). Outra obra importante e que segundo ele vai melhorar ainda mais o abastecimento da região, é a construção da estação de tratamento na barragem de Pedras Altas que, inclusive, já foi licitado e, no máximo, em 2 anos e meio estará pronta, esta obra segundo Euzébio, vai aumentar a oferta e consequentemente melhorar também a qualidade da água.

Sobre a coloração e odor na água que ultimamente vem ocorrendo em Ichu, o gerente garantiu que o líquido é de boa qualidade, inclusive apropriada para o consumo humano, momento em que se indignou a professora Fabiana que interferiu dizendo não suportar ficar calada diante de tal afirmação, já que de acordo com ela, jamais uma pessoa beberia uma água como a que cai esses dias em sua residência. Nesta oportunidade, Euzébio voltou a ressaltar que embora a cor não seja normal a água é tratada e que não possui microrganismos ofensivos à saúde da população. 

Já a vereadora Celidalva Soares – PcdoB, foi mais além e disse não acreditar em conversas bonitas, ela lembrou que mora há 10 anos em Ichu e sempre essa situação é a mesma, onde de acordo com ela, não houve nenhuma melhoria. 

A vereadora prometeu se unir a população e acionar a embasa na justiça. Olhando no olho do gerente, Celidalva acrescentou em tom de indignação, “é terrível a prestação do serviço por parte da embasa em Ichu e Candeal e eu duvido que os senhores beberiam dessa água, se é que vocês bebem água da embasa.” Questionou a vereadora.  

Renato Adelino questionou se diante de tantos problemas, não tinha como a estatal disponibilizar um carro-pipa para abastecer Ichu e outro para Candeal enquanto não se corrigissem esses problemas, Adelino questionou ainda quanto a possibilidade do cancelamento das cobranças neste período em que não cai água nas duas cidades, já que a população não pode pagar por algo que não consome. Sobre isso o gerente prometeu levar as propostas para serem analisadas por toda a equipe responsável pelo órgão.  

O vereador Adalberto Santiago PCdoB, solicitou um posto de atendimento mais complexo nas cidades de Ichu e em Candeal para que a população das duas cidades não precisassem se deslocar até Riachão do Jacuípe para resolver problemas voltados ao serviço. Sobre isso o gerente não teve como responder, no entanto, anotou em sua agenda já que o tempo estava esgotado e outras lideranças precisavam falar.  

O comandante da polícia Militar de Ichu, o subtenente Moacyr, parabenizou a iniciativa desse debate que para ele foi de fundamental importância, visto a população ter reclamado bastante e com toda a razão, ele di “ter a consciência da crise hídrica vivida no país, mais que isso não impediria que medidas simples fossem feitas para aliviar o sofrimento de todos enquanto a alternativa definitiva não chegue”. Moacyr reforçou o que já tinha dito antes Renato Adelino sobre “a disponibilização de um carro-pipa, bem como o cancelamento da conta, ou pelo menos a redução dela para amenizar o clamor do povo que reclama de forma justa pelo direito a água”, finalizou.  

O vereador Regi, após agradecer a presença dos representantes da embasa e da população que compareceram no ato, enfatizou a situação de quando a Coelba foi privatizada, momento no qual, houve uma preocupação no sentido de piorar a prestação de serviço no Estado, o que não aconteceu, muito pelo contrário tem melhorado bastante de acordo com a opinião dele. Dessa forma o vereador deu a entender que o melhor caminho da estatal seria hoje a privatização, embora não tenha afirmado isso em sua fala, na qual se limitou à crítica na lentidão do estado a resolver determinada situação, citando como exemplo a reforma da BA-409 que segundo ele só depois de anos em decadência que o estado tomou a providência em consertá-la.  

Presidente da Câmara de Candeal, o vereador de Candeal Léo de Deja iniciou fazendo duas perguntas, tanto quanto pertinente a realidade vivida pela população de Candeal. Primeiro ele perguntou se a embasa tinha a obrigação ou não de fazer com que a água chegasse até as caixas elevadas ou se era apenas para chegar até as torneiras embaixo; A segunda pergunta foi referente ao prazo maior que 15, 20 dias sem cair água, se o consumidor teria o direito de levar os recibos até a embasa para serem zerados e não pagar a conta, já que de acordo com ele, escutou em uma entrevista de rádio, preposto da embasa afirmando isso.  

Sobre a primeira pergunta do vereador, Euzébio deixou claro que o normal era a água chegar às caixas elevadas em até 6 metros de altura, onde para isso, a pressão precisa ser o suficiente para vencer o peso de coluna, mas que há casos de que não atinge este limite o que indica que algo está errado e precisa ser avaliado. Após a afirmação, Léo de Deja pediu a gerente da embasa de Riachão do Jacuípe Ana Paula, que a mesma orientasse seu funcionário responsável pelas manobras na cidade, já que de acordo com ele, esta pessoa está afirmando que era de obrigação dos moradores bombearem a água até as caixas elevadas. 

Sobre a segunda pergunta, o gerente afirmou que sim, ele ressaltou que se, por acaso o consumidor ficar 15 dias ininterrupto sem cair água em sua residência ou 25 dias alternados, este poderá procurar a embasa, apresentar a situação e, com certeza, terá a conta zerada.  

O vereador Joseval Roberio mais conhecido como Roberinho do ônibus também usou a palavra e afirmou que os moradores do povoado de Belo Alto em Candeal estão há nove semanas sem uma gota de água nas torneiras e que espera uma solução urgente por parte da embasa, o vereador ressaltou ainda que não entende como é que em um local fica tanto tempo sem cair água e vem um recibo de R$ 150,00 (cento e cinquenta reais), enquanto que em outro próximo, já que o mesmo possuem uma propriedade a margem da BA-411 onde segundo ele cai água todos os dias e a conta vem R$ 65,00 (sessenta e cinco reais).  

O vereador Nego de Congo, bastante conhecido por estar a 32 anos organizando uma das maiores festas de vaqueiro da região, evento este realizado todos os anos na comunidade de Beira de Cerca e que este ano acontece nos dias 18 e 19 de fevereiro, também pediu melhorias no abastecimento de água para o município de Candeal, principalmente na comunidade de Macaco. O vereador vem lutando junto a embasa pela extensão de rede para a comunidade de Beira de Cerca e aproveitou a oportunidade para pedir agilidade neste serviço.  

O repórter André Luiz também fez uso da palavra e na oportunidade lembrou aos representantes da embasa que como atua na área de comunicação no município, está cansado de receber cobranças sobre a falta d’água e quando procura informações, junto a embasa, a resposta é sempre a mesma que “Não sabe quando vai cair água”. Após tecer elogios à atendente de Riachão do Jacuípe pela educação como atende aos telefonemas do mesmo em busca constante de informação sobre a problemática da falta d’água para repassar através do seu site (AL NOTÍCIAS) à população, André lembrou os serviços da COELBA que de acordo com ele "quando vai realizar serviços de melhorias na rede elétrica sempre avisa com antecedência informando inclusive as ruas e o horário da suspensão dos serviços para manutenção, diferente do que faz a embasa", pontuou.  

O debate foi bastante longo e como o tempo estava esgotado, muitos questionamentos ficaram sem resposta, embora percebêssemos que todas eles estavam sendo anotadas, dando uma tranquilidade à população que espera uma solução a cada demanda apresentada.   

Nas considerações finais, o assessor Gilton Borges agradeceu a todos que estavam presentes e em seguida, disse que a presença deles em Ichu seria uma prova de respeito com o consumidor e ressaltou mais uma vez que não estava com conversa fiada quando disse que em 30 dias tudo estaria resolvido, após a nova adutora entrar em operação.  

Já o presidente do Partido Ecológico Nacional (PEN), Renato Adelino agradeceu a todos que compareceram ao debate que para ele foi bastante positivo e que, com certeza, trará fruto, que será a solução deste problema constante, espera-se. Através deste espaço, ele agradece ainda e pontua a importante participação do Ichu Notícias, AL Notícias e Rádio Independente, nas pessoas dos repórteres Valdir Carneiro e André Luiz.

Redação Ichu Notícias // Fotos: André Luiz e Débora Mascarenhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.