CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Após reunião com prefeito terminar sem acordo, professores aprovam estado de greve

Os professores vão se reunir na próxima terça-feira (2) em uma nova assembleia.
A APLB realizou uma assembleia com os professores no final da tarde desta quarta-feira (26), onde foi aprovado estado de greve na rede municipal a partir de hoje. A professora Merlede Oliveira explicou que o estado de greve significa que os professores estão se mobilizando para entrar em greve a partir da próxima semana, caso não ocorra um acordo.

O estado de greve fez parte das mobilizações da categoria que reivindica o pagamento do precatório do Fundef pelo governo municipal. Desde ontem (25) que os professores realizam manifestações para cobrar esse pagamento. 

Nesta quarta a categoria se reuniu com o prefeito Colbert Martins da Silva, mas não houve acordo. Segundo Marlede, o prefeito continua com a mesma postura dizendo que os professores judicializaram a ação do precatório e que ele vai aguardar.

“Fizemos isso, pois o prefeito anterior vinha dizendo que não ia dividir o dinheiro com os trabalhadores da educação. Então fomos pra justiça, mas com ele poderia ser diferente. Perguntamos a ele se tirássemos da justiça se ele faria o pagamento, mas ele não tem resposta, então a ação continua lá e aprovamos o estado de greve. Ele deu o recado e disse que vai endurecer a postura com relação a categoria, mas não vamos nos intimidar. Temos respeito a quem governa, mas ele também tem que respeitar a categoria. Temos o direito de fazer greve”, afirmou.

Os professores vão se reunir na próxima terça-feira (2) em uma nova assembleia.

Leia também 

Daniela Cardoso com informações do repórter Paulo José do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.