Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Jovem de 17 anos de Conceição do Coité cria maior página de Astronomia do Brasil

Só no último ano, o mundo viveu um eclipse, três superluas e outros fatos que aumentaram o interesse da população pelos eventos astronômicos. Para Alexsandro Mota, jovem de 17 anos, foi esse o principal fator responsável por levar mais de um milhão de pessoas à página “Mistérios do Planeta” (acesse aqui) no Facebook. 
Criada em 2013 pelo adolescente, a página surgiu com o objetivo de ser um canal para falar de Astronomia, assunto ainda pouco explorado na opinião de Mota. Diante dessa expansão, o rapaz afirma que a "Mistérios" se tornou a maior página sobre o tema no país, em termos de seguidores. “A internet cresceu muito e, com a divulgação dos eventos astronômicos, as pessoas começaram a se interessar sobre isso e pesquisar mais. Também como a gente faz essas transmissões ao vivo no Youtube, muitas pessoas assistem e conhecem a página, compartilham as publicações, o que vai abrangendo mais público”, explica o jovem, em entrevista ao Bahia Notícias. 

Natural de Conceição do Coité, no interior da Bahia, Mota conta que seu interesse no assunto surgiu ainda criança e foi sendo cultivado até os dias atuais. A página, que nasceu como puro lazer, hoje já é considerada um trabalho. Para colaborar, Mota conta com a ajuda de dois amigos, que auxiliam na programação do site e também com a produção de matérias e notas. “No começo, era apenas um hobby, astronomia pra mim era hobby, hoje está sendo um trabalho. Como a página foi crescendo, a gente teve que melhorar nossa estrutura, tomar mais cuidado com as informações que são divulgadas, averiguar se está tudo correto”, pontua o gerenciador. 

A popularidade no Facebook aumentou também o acesso no site da página e, por consequência, o número de anunciantes interessados em divulgar seus produtos por lá. Mota revela que, a depender do mês, chega a lucrar de R$ 1 mil a R$ 3 mil com o trabalho que desenvolve no site e nas redes sociais. Assim, o jovem que acabou de concluir o ensino médio, não tem dúvidas quanto à carreira que vai seguir. “Eu pretendo no futuro me profissionalizar nisso, fazer cursos, entrar numa faculdade relacionada, fazer cursos profissionalizantes nessa área... É algo que eu quero levar muito a sério porque é uma paixão que eu tenho há muito tempo, desde criança”, confirma. 

Mota também tem interesse em aprender outros idiomas, como o inglês e o espanhol, que contam com uma maior produção disponível sobre o assunto. Mas, até lá, a falta de proficiência em um idioma estrangeiro não é um limitador. “O que eu sei hoje está dando pra suprir”, garante. 

Por Ailma Teixeira // Fonte: Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.