Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sexta-feira, 24 de março de 2017

Acusado de matar homem em Salvador é preso em Feira de Santana

A polícia de Feira descobriu a casa alugada pelo acusado em Feira após as investigações e o prendeu no local após cercar a residência. 
Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade
Foi preso no bairro Mangabeira em Feira de Santana, na tarde de quinta-feira (23), João Vitor da Silva Ferreira, 19 anos, acusado de executar Gilmar Dias dos Santos, 40 anos, na última segunda-feira (20), na Avenida Anita Garibaldi, em Salvador, quando o veículo da vítima parava próximo a uma sinaleira. Ele também estava dentro do carro.
Delegado Gustavo Coutinho (Foto: Aldo Matos/Acorda Cidade)
A prisão foi realizada por investigadores da Delegacia de Homicídios de Feira de Santana (DH/Feira). Segundo o delegado Gustavo Coutinho, titular da DH, a vítima era bissexual e mantinha um relacionamento com João Vítor há pouco tempo e a motivação do crime foi pela negativa de Gilmar em dar dinheiro para o acusado comprar drogas, o que gerou uma pequena discussão no veículo.

“João Vitor, que estava no banco do carona, de forma fria, sacou o revólver que portava na cintura e efetuou o disparo com o cano da arma encostado no ouvido da vítima. Após a execução do crime, saiu andando normalmente em direção ao Bairro do Garcia, como se nada tivesse acontecido, não sendo localizado pelas equipes de Salvador. Segundo o autor, no mesmo dia fugiu para a cidade de Feira de Santana, onde conseguiu alugar uma casa no Bairro da Mangabeira aguardando as coisas se acalmarem”, relatou o delegado.

A polícia de Feira descobriu a casa alugada pelo acusado em Feira após as investigações e o prendeu no local após cercar a residência.

Com ele foram apreendidas a arma usada no crime e uma pequena quantidade de maconha. “Segundo informações repassadas por policiais da capital, o referido homem possui envolvimento com roubos e tráfico de drogas, estando diretamente ligado a uma facção criminosa”, disse Gustavo Coutinho.
Cena do crime em Salavador (Foto: Mauro Akin Nassor/ Arquivo Correio)
O acusado disse ao Acorda Cidade que cometeu o crime porque foi ameaçado e que a arma pertencia à vítima. “Peguei a arma dele, sem ele ver, na casa dele. Estavam eu, ele e uma parceira minha que ele pegava. Todo mundo estava usando droga na hora. Depois de eu dar o tiro eu vim para Feira para os caras não me cortar”, declarou.
 Andrea Trindade com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.