CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sábado, 30 de junho de 2018

Obras de duplicação da BR-116 Norte em Feira devem ser iniciadas este ano, diz ministro dos Transportes

Valter Casimiro Silveira informou que já tem recurso empenhado, cerca de R$ 20 milhões, e que o ministério já solicitou mais R$ 30 milhões.
O ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro Silveira, passou por Feira de Santana neste sábado (30), após dá ordem de serviço para a execução do projeto do Contorto de Itabuna. Na passagem por Feira, o prefeito Colbert Martins da Silva Filho aproveitou para cobrar o início da duplicação da BR-116, na saída de Feira.

Segundo o ministro, já existe um trecho da BR-116 em execução e a solicitação do prefeito Colbert é que a obra comesse a ser feita primeiramente na saída de Feira de Santana. Valter Casimiro Silveira informou que já tem recurso empenhado, cerca de R$ 20 milhões, e que o ministério já solicitou mais R$ 30 milhões para complementar e começar a obra sem chances de parar.
Ele destaca que as obras devem ser iniciadas ainda este ano e afirmou que o período para o início das obras será definido em futuras reuniões entre prefeitura e o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).
 
“A gente já pode começar com os 20 milhões enquanto não sai o restante do crédito, que deve demorar cerca de 30 dias para acontecer. A verba já está liberada, mas não foi dada a ordem de serviço, pois os 20 milhões é pouco para uma obra desse tamanho. Vamos começar a executar a obra neste ano e no próximo ano vamos conseguir mais verba, além dos R$ 50 milhões”, destacou.

O ministro dos Transportes informou que na BR-116 serão mais 100 quilômetros beneficiados com as obras. Ele disse que a obra é dividida em seis lotes e que Feira, como um dos maiores entroncamentos de BRs, tem a necessidade de passar por melhorias para que os veículos transitem sem problemas.

Valter Casimiro Silveira garantiu ainda que os recursos para a obra na saída de Feira de Santana já estão empenhados e garantidos e que não tem como o governo federal cortar.

“Os gastos que o governo entende que são mais importantes são a manutenção da malha, depois as obras já iniciadas e depois as obras que eliminam pontos críticos na rodovia. Eu entendo esse trecho de Feira como um trecho crítico que a gente precisa resolver o mais rápido possível”, afirmou.
 
Daniela Cardoso com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.