CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sábado, 17 de novembro de 2018

Após pedido do senador Otto Alencar, deputado Alex da Piatã começa reunir informações para possível CPI da Coelba

Desde 1997 a Coelba passou de estatal para empresa privada de capital externo e interno que possui a concessão de operar a rede de distribuição de energia elétrica em todo o estado da Bahia. 
Motivado por um pedido do senador Otto Alencar (PSD), o deputado estadual Alex da Piatã (PSD) passou a colher informações de fatos que vise instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). O intuito do órgão é investigar omissões cometidas pela Coelba em resolução de problemas perante a população consumidora do Estado.

“Comecei a conversar com os pares de devemos nos debruçar sobre o assunto. A Coelba tem virado as costas para os apelos feitos pelos poderes públicos de resposta a ações que atinge diretamente a vida do povo”, comentou.
 
Alex, que tem ouvido demandas de diversas entidades públicas e privadas, conversou recentemente com o senador Otto, que pretende também levar o assunto a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

“É um verdadeiro absurdo o número de obras públicas e privadas de interesse social que venham beneficiar muito o nosso estado, principalmente a coletividade que estão paradas e que a Coelba não cumpre prazos caracterizando um descaso total com o consumidor, o poder público e com todos os baianos. Precisamos apurar tudo isso. Se trata de uma empresa privada ofertando um serviço de concessão pública”, reiterou Alex.
 
“A sociedade, por intermédio Legislativo, precisa de uma resposta que precisa ser dada”, completou.
 
Desde 1997 a Coelba passou de estatal para empresa privada de capital externo e interno que possui a concessão de operar a rede de distribuição de energia elétrica em todo o estado da Bahia.
 
Fonte: Bahia Assessoria e Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.