CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 28 de novembro de 2018

Ichu: Prefeito lamenta situação atual do Consisal

Foto: Pedro Oliveira
Fazer a integração da região sisaleira, visando o desenvolvimento territorial formado por 20 municípios, era o objetivo do Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Território do Sisal – Consisal, quando foi fundado em 2010. “Atualmente, a entidade que deveria atender uma população superior a 600 mil habitantes, não mais atrai os seus filiados. O melhor período do Consisal foi durante o mandato do ex-presidente Lula e do ex-governador Jaques Wagner, quando o consórcio assinou vários projetos a exemplo da “Primeira Água” para a construção de cisternas, que beneficiou milhares de famílias de agricultores que moram na zona rural dos municípios consorciados”, comenta o prefeito de Ichu, Carlos Santiago. 

Ele diz ainda que, “naquela época o consórcio realizava diversas ações com os municípios e com as mudanças que aconteceram no governo federal, os recursos desapareceram e a entidade caiu no total descredito. Era uma série de benefícios específicos para cada município consorciado. De dois anos pra cá, as verbas foram ficando cada vez mais escassas o que tem dificultando o trabalho do Consisal. Infelizmente com a crise financeira e politica que afeta o país, os municípios perderam as verbas voluntárias e institucionais que estava vindo e isso tem dificultado os trabalhos que o consórcio teria que fazer”.

Há quase dois anos no comando do Executivo Municipal de Ichu, Carlos Santiago disse que até o momento o município não recebeu nenhum beneficio por parte da nova presidência do Consisal. O consórcio sempre teve um papel muito importante no desenvolvimento da região, reconhecendo que no momento a entidade está meio desativada. Segundo o prefeito, os municípios consorciados tem que esperar um pouco mais, para ver se ainda vale a pena continuar sendo sócio ou não. Enquanto a entidade teve recursos foi bom para todos os municípios. “Esperamos que a entidade volte a ter a atuação que teve no passado. Temos muitas coisas a fazer em Ichu, mas o município não tem dinheiro para realizar”, desabafa Santiago. 

Descaso do Consisal permanece com equipamento recebido do governo 
O descaso por parte da Diretoria do Consisal para com os bens recebidos do governo do estado com e extinção do Derba em 2015, continua visível. No dia 17 de outubro a reportagem da Tribuna da Bahia, mostrou uma motoniveladora (patrol) modelo 120M Cartepillar que tem preço da ordem de R$ 900 mil e um distribuidor de agregados, apodrecendo pela ação do tempo na área externa da rodoviária de Conceição do Coité, sem nenhuma proteção. No mesmo dia que a matéria foi publicada, funcionários do consórcio estiveram no local e levou a motoniveladora, deixando de lado o distribuidor de agregados, que continua virando canteiro de planta e matos que crescem dentro da peça. 

O que chocou as pessoas que estavam na rodoviária, esperando ônibus, foram os gestos obscenos feitos pelo o encarregado da operação ao perceber a presença da reportagem da TB registrando a remoção da Patrol que chegou funcionando e para ser colocada em cima do caminhão guincho do Consisal, precisou de outra maquina para empurrar, já que nada funcionava. Tal atitude demonstra o despreparo desse cidadão que ocupa cargo tão importante na entidade, este que deve está sendo pago com recursos públicos destinados ao Consorcio. A TB repudia tal atitude e ressalta a necessidade dos órgãos de controle para uma fiscalização dos recursos financeiros e materiais recebidos pela entidade e sua aplicabilidade em beneficio da população. 

Repórter: Pedro Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.