CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

ICHU- Poeta Olliver Brasil recita belíssimo cordel em atividade do Setembro Amarelo na UBS Helena Santiago. Confira:


Hei, acorda, seja vivo!

A  palavra como arma 
Como poeta que sou
 Quero eu agora usá-la 
Como nunca alguém usou 
Puxar o assunto do fundo Pois,
 Todas as cores do mundo
 Em setembro  amarelou

 Caneta e papel somou
 Com Vivencia e inspiração
 E nesse cordel eu dou
 Minha contribuição
 Que sirva de subsidio
 Na prevenção ao suicido
 Por meio dessa ação 

Falarei de depressão
TOC, bipolaridade
 Mania de solidão
Também de ansiedade
Até de anorexia
Pânico esquizofrenia
E o que são na verdade 

Muita gente por maldade
Finge não compreender 
Parte da sociedade 
Falta alguém lhe esclarecer 
Sob o mal e os efeitos 
Os tabus e os preconceitos 
são preciso combater 

Tem muita gente a sofrer 
Desses males e agruras 
E outros  por não  saber 
Classificam de frescuras 
Não olham o lado: “ saúde ” 
E Transformam essa atitude 
Em verdadeiras torturas

Como quem anda as escuras 
Numa guerra, apreensivo 
Buscando as razões mais puras 
Mas sem achar o motivo 
Chegando a morte até 
É dessa forma que é 
A vida dum depressivo 

Alguém que mantem-se vivo 
Porem  triste e ansioso 
Ou se irrita sem motivo 
Se culpando ou ocioso 
Preste bastante atenção 
São efeitos da ação 
Desse mau tão perigoso 

Esse sintoma danoso 
Pode ser da : Distimia 
Se apresenta, rouba o gozo,
 A paz e a alegria 
Deixa a pessoa sem planos 
E duram até dois anos 
As causas dessa agonia 

Não é uma anomalia 
Ou uma ação robótica 
Não é a pessoa que cria 
Usando uma própria ótica 
Com males em grandes somas 
Isso pode ser sintomas 
De depressão psicótica 

Numa ação simbiótica 
Há um mal que hoje é farto 
Com sintomas que inclusive 
Falar dele  não descarto 
Com sequelas conhecidas 
Nas vitimas acometidas 
Que é a depressão pós parto

No mundo mais de um quarto 
Do povo todo os  anos 
No outono e no inverno 
sofrem efeitos  tiranos 
“T.A.F.” é chamada 
Ou tristeza prolongada 
Tem causado sérios danos 

Coíbem a fazerem planos 
De viver perdem  a vontade 
Dormem mais e vivem menos 
Se isolam da sociedade 
O humor fica anormal 
E ainda traz outro mal 
Que é a obesidade 

Há  outro mal na verdade 
Que segue na mesma via 
Tirando a autoestima 
Colocando hipomania 
“O transtorno Bipolar” 
Com hora pra se irritar 
Ou momentos de euforia 

Seja de noite ou de dia 
É preciso está atento 
A amigos e família 
Ligado a todo momento 
Pois as doenças da alma 
Roubam a paz e tiram a calma 
E ninguém está isento

Nem um ser é cem por cento 
Livre de adquirir 
Pois esse grande tormento 
É real e está aqui 
Presente no dia-a-dia 
Roubando nossa alegria 
E sem ninguém pra o impedir 

Portanto a forma de agir 
É com cautela, mas pressa 
Compreender e ouvir 
(Ouvir , mas ouvir a Bessa!)
 E ser bem compressivo 
Pois para o depressivo 
A única saída é essa 

Ah! uma boa conversa 
Fará bem ao portador 
E este por sua vez 
Perceberá seu amor 
Se sentirá mais seguro 
E verá além do muro 
Um futuro promissor 

Não seja o causador 
De uma dor que já existe 
Mas um ombro acolhedor 
Ao silencio que insiste 
Em clamar por atenção 
Todos contra a depressão 
Por um mundo menos triste

Por que esse mal resiste 
E não há formula mágica 
Tampouco palavras vãs 
Ou maneira verborrágica 
Uma falta de cuidado 
O portador tá fadado 
A Terminar de forma trágica 

Portanto a varinha mágica 
É conversa e atenção 
Renuncia ,cuidado intenso 
Amor e compreensão 
Tudo isso sim compensa 
Para cuidar da doença 
Chamada de depressão 

Um suicida em ação 
É um fi o condutor 
Desencapado no chão 
Sem ter noção do teor 
Das dores que vai causar 
Na verdade quer matar 
Não a si, porem a dor 

Não tem santo protetor 
Não tem reza ou simpatia 
Religião ou status 
Não respeita autarquia 
Se a depressão se  apodera 
Chega igualmente uma fera 
Matando a própria cria

Só pra constar hoje em dia 
Diversos casos ocorrem 
E muitos a revelia 
Diariamente incorrem 
Os dados são alarmantes 
Repetitivos constantes 
Onde os portadores morrem

No Brasil eles ocorrem 
Vários casos existentes 
E a faixa etária afetada? 
Jovens e adolescentes 
O percentual é imenso 
O crescimento é propenso 
E as vitimas mais frequentes 

E por razões diferentes, 
Porem com o mesmo final. 
Causado por; depressão 
ou razão emocional 
Luto, ou perdas afetivas 
São essas razões bem vivas 
Pra atenção especial 

O suicídio passional 
Tem sido um mal gritante 
O desemprego também 
É um motivo constante 
Nós que estamos conscientes 
Sejamos pois mais presentes 
Na vida do semelhante

existem mais agravantes 
Que estimula esse mal 
A violência domestica, 
Violência sexual, 
Álcool, drogas em excesso 
aceleram o processo 
Da estatística atual 

E o que fazer afinal 
A um potencial suicida? 
Como fazer com que 
este Valorize mais a vida? 
Como fazer pra ajudar 
Quem já não consegue achar 
A solução ou saída? 

A C.V.V. dá guarida 
É somente  procurar 
É discar “um , oito, oito “ 
Para ajuda encontrar 
Existem ong’s legais 
E meios convencionais 
Para quem quer ajudar 

E para complementar 
Com um gesto simples e belo 
Inventaram de inventar 
Um ato lindo singelo 
Que chegou e já marcou 
A cor da vida chegou 
Com o setembro amarelo.

                                                       me. Olliver Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.