CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 23 de abril de 2020

Ilê Aiyê diz está procurando meios para evitar leilão da Senzala do Barro Preto

Condenada a leiloar o imóvel que sedia a Senala do Barro Preto, no bairro do Curuzú (veja aqui), a Associação Cultural Ilê Aiyê disse que está enviando esforços para quitar a dívida trabalhista e evitar a perda do bem - o que a entidade caracteriou como "um mal maior". O bloco afro disse que apesar de buscar a resolução da situação, entende como "injusta a decisão da Justiça do Trabalho acerca do pagamento de aproximadamente R$ 400 mil".
De acordo com o Ilê, mais de R$100 mil já foram bloqueados em suas contas e já liberados em favor de Adaelson Evangelista Santos, que moveu a ação contra o bloco.

"A diretoria do bloco carnavalesco, que tem à frente o seu presidente Antônio Carlos Vovô, entende se tratar de um valor exorbitante e totalmente fora da realidade, mas, diante do trânsito em julgado, reconhece só restar à entidade tentar negociar e conseguir um parcelamento para evitar um mal maior uma vez que o imóvel cumpre finalidade social, funcionando nele a Escola Mãe Hilda e a Escola de Percussão, Canto e Dança Band’erê", ressalta o texto.

Vovô chegou a propor ao reclamante e ao seu advogado o repasse de um imóvel de sua propriedade como parte do pagamento a fim de evitar o leilão da Senzala do Barro Preto, mas a proposta não foi aceita pelo autor da ação.

Do Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.