CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

domingo, 26 de abril de 2020

Moradores denunciam sepultamentos noturnos em Alagoinhas

Alguns sepultamentos realizados durante a noite, após o horário de expediente dos cemitérios municipais de Alagoinhas, a 119 km de Serrinha, tem deixado moradores da região temerosos devido à pandemia do novo coronavírus, segundo o site BNews.
Alagoinhenses encaminharam imagens que flagram coveiros com roupas de proteção para evitar o contágio, ambulância em frente ao cemitério, além do carro da funerária que levava o caixão. Os populares também registraram o horário de sepultamento no cemitério que é de 8 às 11h30 e 14h às 16h30, contudo o enterro foi realizado de noite.

“Já viram alguém sendo enterrado à noite em Alagoinhas? Foram três enterros todos com os funcionários com equipamento de segurança”, relata um denunciante, que preferiu anonimato. “Entre a certeza e a dúvida de coronavírus, as pessoas estão sendo enterradas as pressas”, disse outra denunciante, que não quis revelar a identidade. 

De acordo o último boletim da secretária de Saúde da Bahia, na sexta- feira (24) sete pessoas estão infectadas com coronavírus e nenhuma morte até o fechamento dessa matéria foi registrada em Alagoinhas. 

A reportagem entrou em contato com a assessoria da prefeitura que informou que o município tem adotado as normas técnicas e protocolares do Ministério da Saúde, durante a pandemia. A prefeitura esclarece que, no dia 23 de abril, três óbitos foram registrados no Hospital Regional Dantas Bião – dois deles de Alagoinhas e um de Pedrão.
De acordo com as equipes de saúde, o senhor de 87 anos, que veio do município vizinho e deu entrada ao Hospital Regional, em Alagoinhas, tendo chegado a óbito, era paciente oncológico, com um quadro de complicações pela doença. 

No que se refere aos outros dois óbitos registrados, no mesmo dia, a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) esclarece que também se tratavam de pessoas acometidas por doença de base. Um dos pacientes era jovem, do sexo masculino, com quadro anterior de enfermidade, e a paciente do sexo feminino, que também estava na unidade hospitalar, quando chegou a óbito, era portadora de câncer de mama. 

Ainda de acordo com as equipes de saúde, o município adota os protocolos nacionais de intervenção, por isso, diante do enfrentamento à pandemia, amostras desses pacientes foram coletadas no hospital para a testagem laboratorial da COVID-19. Os resultados ainda não saíram, sendo totalmente prematuro, portanto, afirmar que a causa das mortes teria relação com o coronavírus. 

No que se refere ao sepultamento dessas pessoas, Alagoinhas segue as determinações e diretrizes que recomendam funerais com limitação de pessoas, e os agentes funerários utilizam – conforme orientações dos órgãos oficiais – equipamentos de proteção facial, vestimenta, óculos, luvas e botas para o manejo, no cemitério. 

Consta ainda, nas definições, que não será permitida a realização de velórios, durante o período de enfrentamento à pandemia, independente da causa do óbito, e que fica vedado o transporte intermunicipal após a morte. Seguindo essas recomendações, o paciente de Pedrão foi sepultado em Alagoinhas. 

As equipes de Vigilância Epidemiológica do município atuam com o monitoramento em tempo real os casos identificados da COVID-19, em Alagoinhas, e a SESAU salienta que os profissionais trabalham com responsabilidade e transparência, na linha de frente do combate ao coronavírus.

Do Portal Cleriston Silva PCS 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.