CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

segunda-feira, 27 de abril de 2020

'Nós não queremos virar a Venezuela', ressalta Guedes contra aumento do gasto público

À frente do Ministério da Economia, o ministro Paulo Guedes é contra o aumento do gasto público com investimento em obras. Para ele, o governo federal vai seguir com suas reformas e ações, surpreendendo a comunidade internacional, mas tudo deve ser feito "dentro dos programas de recuperação de estabilidade fiscal".
"Nós não queremos virar a Argentina, não queremos virar a Venezuela. Nós estamos em outro caminho, no caminho da prosperidade. Não no caminho do desespero", destaca Guedes.

Feita na manhã desta segunda-feira (27), em meio à rotineira coletiva de imprensa que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) concede a jornalistas em frente ao Palácio do Alvorada, a declaração se refere ao programa “Pró-Brasil”, anunciado pelo governo federal como forma de reverter os danos provocados pela pandemia do novo coronavírus.
O ministro, no entanto, é crítico à medida que, de acordo com o portal Metrópoles, prevê a aplicação de R$ 300 bilhões em obras nos próximos anos. O projeto é capitaneado pelo Ministério da Casa Civil.

"O que nós não podemos fazer é justamente planos nacionais de desenvolvimento porque a nossa direção é outra. O excesso de gastos do governo corrompeu a democracia brasileira, estagnou a economia brasileira", frisou, em crítica à política dos governos anteriores do Partido dos Trabalhadores. 

Neste quesito, o ministro defendeu que a gestão não pode se endividar com gastos correntes, apenas essenciais, como é o caso da saúde neste momento em que o país deve combater a disseminação do coronavírus.

Até a manhã de hoje, mais de 60 mil pessoas já foram diagnosticadas com a Covid-19 em solo brasileiro. O número de vítimas fatais ultrapassa a marca de quatro mil.

Do Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.