CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Bahia enfrenta o Atlético de Alagoinhas no 1º jogo da final do Baianão

Um dia após a perda da Copa do Nordeste, o Bahia tem a chance de ganhar a taça do Campeonato Baiano. A briga pelo troféu se inicia na noite desta quarta-feira (5), às 21h30, contra o Atlético de Alagoinhas, no estádio de Pituaçu. O melhor nas duas partidas garante o grito de campeão.    
A última decisão estadual entre o Esquadrão e o Carcará aconteceu em 1973. Após 47 anos, as partidas serão marcadas pelo embate entre juventude e experiência. No lado do Bahia, Marco Antônio é o principal destaque, com gols e boas atuações. Já a equipe de Alagoinhas tem o interminável Magno Alves, de 44 anos, com o faro de gol muito apurado.    

Na última partida entre as equipes, o Bahia perdeu por 1 a 0, logo no retorno do Campeonato Baiano após a paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus. Para o zagueiro Ernando, a final é a oportunidade é de corrigir as falhas para sair na frente.    

"A gente perdeu oportunidades que não devia. Nos jogos classificatórios tem chance de perder, mas em final tem que aproveitar. Lá teve o pênalti, a bola na trave do Marco Antônio, depois infelizmente eles fizeram 1 a 0. É ver o que erramos para procurar acertar e ser decisivos. É importante fazer um primeiro jogo bom para depois sacramentar e sair com a taça", disse o defensor, que espera por uma equipe impositiva dentro de campo.    

"A nossa equipe tá habituada a jogar lá, mas com o jogo da Jacuipense favoreceu o jogo deles. Praticamente iguala, mas a gente espera impor a nossa força para que a gente possa ter uma estrutura boa para conquistar o título", indicou.    

Para a partida, existe a dúvida sobre a presença do volante Ramon entre os relacionados. Recuperado de lesão, o jogador deu início ao processo de transição física.     

CARCARÁ SONHA COM A PRIMEIRA TAÇA DO BAIANÃO    
Com 50 anos de história completados neste ano, o Atlético de Alagoinhas chegou na final do Baianão após eliminar a Juazeirense um jogo sofrido no Carneirão, com direito a defesa de pênalti do goleiro Fábio Lima que evitou a igualdade no placar agregado de 4 a 3. Dessa vez, tendo Pituaçu como casa, o artilheiro Magno Alves espera um jogo melhor.    

"Vai ser até melhor devido ao espaço, gramado bom. No último jogo, vimos que estava muito ruim, não é justificando a derrota, mas o Carneirão não está para jogo. Jogar em Pituaçu é o melhor local mesmo, ou então poderia ser no Barradão também. São campos bons e que vença o melhor", disse.    

Sem nenhum desfalque, o técnico Agnaldo Liz deve manter a base que vinha atuando nos últimos jogos. 

FICHA TÉCNICA
Atlético-BA x Bahia
Campeonato Baiano - Final (1º jogo)
Local: Pituaçu, em Salvador
Data: 05/08/2020 (quarta-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Diego Pombo Lopez (CBF-Salvador)
Auxiliares: Paulo de Tarso Bregalda Gussen (CBF-Salvador) e Marcos Welb Rocha de Amorim (CBF-Feira de Santana)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (CBF/RN), auxiliado por Jucimar dos Santos Dias (CBF-Salvador).      

Atlético de Alagoinhas: Fábio Lima; Paulinho, Mailson, Eudardo e Felipinho; Lucas Alisson, Dedeco, Tobinha e Edilson; Russo e Magno Alves. Técnico: Agnaldo Liz.     

Bahia: Mateus Claus; Nino Paraíba, Wanderson, Ernando e Zeca; Ronaldo, Elton, Jadson e Daniel; Marco Antônio e Saldanha. Técnico: Roger Machado.

Por Ulisses Gama | Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.