CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Bolsonaro tem melhor aprovação desde o início do mandato, aponta Datafolha

37% consideram o governo ótimo ou bom e 34% acham ruim ou péssimo.
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atingiu sua melhor avaliação desde o início do mandato, segundo pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal "Folha de S.Paulo" no final da noite desta quinta-feira (13).

A pesquisa indica alta no número de eleitores que consideram o governo ótimo ou bom (aprovação ao governo) e queda entre os que veem o governo como ruim ou péssimo (reprovação).

Os percentuais da pesquisa são:
Ótimo/bom: 37%
Regular: 27%
Ruim/péssimo: 34%
Não sabe/não respondeu: 1%

A pesquisa Datafolha foi realizada em 11 e 12 de agosto, com 2.065 brasileiros adultos que possuem telefone celular em todas as regiões e estados do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Essa taxa de aprovação de 37% é a maior já registrada desde o início do mandato de Bolsonaro.

Nas pesquisas anteriores, os resultados foram:
23 e 24 de junho: Ótimo/bom: 32%; Regular: 23%; Ruim/péssimo: 44%; NS/NR: 1%
25 e 26 de maio: Ótimo/bom: 33%; Regular: 22%; Ruim/péssimo: 43%; NS/NR: 2%
Abril de 2020: Ótimo/bom: 33%; Regular: 26%; Ruim/péssimo: 38%; NS/NR: 3%
2 e 3 de abril de 2019: Ótimo/bom: 32%; Regular: 33%; Ruim/péssimo: 30%; NS/NR: 3%

Na pesquisa, o Datafolha também identificou a avaliação do desempenho de Bolsonaro por gênero, idade, região do país, cor, salário, nível de escolaridade, setor econômico.

Avaliação ótimo/bom
Entre homens: 42%
Entre quem tem de 35 a 44 anos: 45%
Entre moradores do Sul: 42%
Entre moradores do Centro-Oeste/Norte: 42%
Entre empresários: 58%

Avaliação ruim/péssimo
Entre mulheres: 39%
Entre quem tem ensino superior: 47%
Entre quem ganha mais de dez salários mínimos: 47%
Entre pretos: 48%
Entre estudantes: 56%

Confiança nas declarações do presidente
O instituto também perguntou ao entrevistado se ele confia nas declarações do presidente. O resultado foi:
Nunca confia: 41% (anteriormente 46%, 44%, 38%, 43% e 44%)
Às vezes confia: 35% (anteriormente 32%, 32%, 37%, 37% e 36%)
Sempre confia: 22% (anteriormente 20%, 21%, 21%, 19% e 19%)
Não sabe: 2% (anteriormente 2%, 2%, 5%, 1% e 1%)

Em relação ao grau de confiança nas declarações, também foi feito recorte de idade, região do país, cor, salário, nível de escolaridade, setor econômico.

Sempre confia
Entre brancos: 25%
Entre quem tem de 35 a 45 anos: 26%
Entre moradores do Centro-Oeste/Norte: 26%
Entre quem ganha mais de dez salários mínimos: 30%
Entre empresários: 33%

Nunca confia
Entre quem ganha mais de 10 salários mínimos: 43%
Entre funcionários públicos: 44%
Entre quem tem ensino superior: 45%
Entre pretos: 50%
Entre estudantes: 55%

Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.