Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Ichu: Prefeito e vice são empossados, Carlos pela 4ª vez e Renato Adelino pela 3ª vez

Tomou posse pela quarta vez como chefe do executivo municipal em Ichu, Carlos Santiago de Almeida (PHS) e seu vice Ranato Adelino Almeida (PEN) que se torna vice ao lado de Carlos pela terceira vez. 
A solenidade aconteceu na noite deste domingo (01) no Auditório do antigo CEACO que ficou lotado e contou com a presença de diversas autoridades política e eclesiásticas do município e da região. Beto Santiago que é irmão do prefeito e que foi eleito pela manhã a presidência da câmara foi quem deu a posse ao prefeito e vice.

Carlos e a primeira dama Gracinha
Durante os pronunciamentos todos parabenizaram Carlos Santiago e Renato Adelino pela conquista e pelo reconhecimento do povo ichuense que a eles confiaram mais um mandato através do voto nas urnas. 

As lideranças políticas foram unânimes nas suas oratórias onde destacaram o feito de Santiago, que chegou ao quarto mandatos pela vontade popular, reconhecendo que foi de fato um grande gestor, o que aumenta também a responsabilidade em cumprir com às expectativa do povo que o veem como o mais preparado para enfrentar os sérios desafios que terá pela frente, onde o município precisa ser reconstruído numa época em que o país vem sofrendo com a crise. 

O vice-prefeito Renato Adelino se emocionou por diversas vezes durante seu discurso, principalmente ao lembrar das perseguições sofrida através das ações judiciais dos adversários durante a campanha. 

Como evangélico, Adelino fez várias citações bíblicas e exaltava a todo momento o nome de Deus, ao final foi ovacionado ao dizer... “eu na qualidade de vice-prefeito estou aqui Carlos para contribuir no que eu puder, pois eu não sou mais o Deus que eu sirvo é, não tenho mais o Deus que eu sirvo tem, não posso mais o Deus que eu sirvo pode”, finalizou ele que concluiu lendo o texto bíblico de 1Reis 3:9.   

Carlos Santiago por sua vez agradeceu aos presentes, saudou a mesa e inicialmente fez questão de agradecer a presença do idoso Odorico Lucílio Carneiro de mais de 100 anos que mesmo com a idade já avançada fez questão de estar presente em mais uma posse do amigo, seu Odorico acompanha o grupo desde antes da emancipação política na época do saudoso Pequeno Cedraz. “Este homem me acompanhou desde o início da minha vida política e ainda me indica a sua família, muito obrigado seu Odorico,” agradece Carlos aos aplausos da plateia. 

Assim como o vice Renato Adelino, o prefeito Carlos também falou das perseguições. “Enfrentei uma perseguição que jamais um cidadão poderia receber, eu não merecia isso tudo, fui tachado de todos os nomes possíveis pelos meus adversários, Carlos não pode ser candidato, Carlos é ladrão, nas redes sociais criaram até facebook com meu nome, eu estou dizendo isso para vocês ter uma noção do que eu sofri durante a campanha, já ganhei eleição e já perdi e respeitei meus adversários quando eu perdi e não fui para as redes sociais para as rádios difamar ninguém, eu queria o desenvolvimento de Ichu, eu queria o bem estar dessa terra, mais eu suportei tudo e muitas vezes eu me desabafava como meu vice bem falou aí e eu desabafava com meus amigos porque a pressão era demais, e o pior de tudo é que eles diziam em todas comunidades que Carlos não era candidato que estava era mentindo para esse povo e isso me doeu muito, hoje está se vendo quem estava mentindo e não foi Carlos Santiago. Graças a Deus e com a força de vocês eu venci, venci na primeira instância quando o promotor deu a meu favor e o juiz deu a meu favor, mesmo assim não se conformaram e apelaram para o Tribunal Regional Eleitoral e lá o Procurador Eleitoral deu a meu favor e seis desembargadores deram a meu favor e não conformado apelaram para o Supremo Tribunal Eleitoral em Brasília onde o Procurador Geral de Brasília deu a meu favor, o Ministro Herman Benjamin deu a decisão monocrática que o processo estava tão simples que não precisou ir para plenário e determinou que eu estava apto e estava livre para concorrer às eleições, eles não conformados e por ter sido uma decisão monocrática (dado apenas por um Ministro) apelaram mais uma vez para ser julgado por todo tribunal que era um direito que podia ser apelado ainda, onde fui julgado por 7 ministro e todos os sete deram a meu favor e foi 7 X 0 lá em Brasília” disse Carlos que foi interrompido pelos aplausos do público, continuando na sequência. 

Depois de falar das perseguições o novo prefeito falou da caótica situação que se encontra a saúde de Ichu, principalmente se tratando do Hospital Municipal Sagrado Coração de Jesus. “O mais interessante de tudo é que eles me chamavam de ficha suja, e suja ele deixou foi a cidade de Ichu, não pensei jamais receber o município da forma como estamos recebendo Renato, senhores vereadores, secretários e pessoas aqui presente. O secretário de saúde Willian vai ter uma dificuldade muito grande, porque Ichu antes era uma referência na saúde e hoje estar entregue às baratas como a equipe de transição mesmo encontrou e filmou baratas correndo pela cozinha do hospital e em todos os cantos por lá entregue de fato às baratas, é triste ver o que está passando com a saúde de Ichu hoje, e é justamente por isso que eu fiz questão de falar isso aqui, da saúde,” frisou Carlos. 

O prefeito pediu tempo e paciência a população ichuense para a arrumar a casa.  “Eu só quero pedir um pouco de paciência a vocês, foi assim em outras minhas administrações e vai ser mais ainda agora a compreensão de vocês é muito importante, é porque vamos começar com responsabilidade, não vamos enfeitar para depois as coisas desandar, eu não quero isso, prefiro ser criticado no início e no final da administração ser aplaudido, do que ser aplaudido no início e ser criticado no final. Eu sei o quanto é a esperança de vocês, nem só comigo como com o meu vice Renato, a câmara de vereadores a expectativa é grande e temos que fazer um milagre para resolver tudo, eu peço paciência a todos vocês mais uma vez, em breve vai voltar ter médico no hospital, vai ter medicamentos no hospital e vai ter alimentação para os pacientes, nem um simples lençol encontramos no hospital, as paredes estão uma coisa mais horrível do mundo e eu estive com o secretário estadual de saúde e fiz vê-lo, que a situação de Ichu é de penúria na área da saúde e ele me disse, prefeito faça um oficio me convidando que eu vou lá pessoalmente ver e eu já pedir ao secretário Wly que fizesse essa semana mesmo e se possível vamos lá convidar para ver se ele tem um pouco de clemencia com o povo e pelo menos nos dei uma ajuda para começar melhorar aquela situação porque é impossível oferecer uma boa saúde na situação que estar aí, é preciso pelo menos 90 dias e eu peço paciência a vocês para poder decolarmos na nossa administração”, pediu.   

Carlos prometeu trabalhar em parceria com os vereadores, tanto da situação como da oposição independente do partido político. Ele também falou da precariedade das ruas do município que se encontra no caos, inclusive muitas delas com cascalhos sobre o calçamento. “É muito triste, mais eu tenho fé em Deus primeiramente e na força da nossa equipe, dos vereadores independente de que partido for, com certeza vamos trabalhar juntos para poder recuperar essa situação, as ruas fazem tristeza se passar por elas, eu sei que não vou recuperar de imediato, mas também peço a compreensão de todos e espere um pouquinho que vão serem recuperadas, eu não recebi como eles receberam agora o juro do dinheiro do exterior (recurso oriundo da repatriação do exterior que Ichu recebeu dia 30 de dezembro quase meio milhão de reais), era para este dinheiro ter entrado agora para nós recuperar às ruas e a saúde de Ichu, quando nada foi feito pelo gestor antecessor e é por isso que também peço paciência a todos vocês,” pontuou. 

Carlos ainda falou da geração de emprego e renda através das frentes de trabalhos nas cooperativas e de convênios com os órgãos estadual e federal. “Meus amigos eu sei que a expectativa de vocês é muito grande a respeito da geração de renda como foi dito nos discursos de alguns companheiros aqui, a crise é grande e as soluções são poucas, mas nós já fizemos isso nas administrações passada, criamos vários grupos de geração de trabalho renda, trabalhamos com convênios do governo do estado e do governo federal e agora vamos fazer o mesmo, vamos buscar os projetos e que venha gerar renda para este povo. Vamos revitalizar o comercio de Ichu que a prefeitura sozinha não tem como dar trabalho a todo mundo, entendemos que revitalizando o comércio onde o cidadão abrindo um comércio vai gerar emprego para sua família e empregar outras pessoas e isso é uma geração de renda e dessa forma vamos contribuir com a qualidade de vida de todos vocês. A Agricultura familiar também foi abandonada, tivemos neste setor vários projetos quando éramos gestor e hoje as entidades sabem e a própria vereadora Celidalva é testemunha já que ela fazia parte do Centro São João de Deus e sabe quantos trabalhos desenvolvemos junto a secretaria de Assistência Social quando Juninho era o Secretário e desenvolveu um belíssimo trabalho e que infelizmente não foi reconhecido,” lamentou ele.

Carlos continuou citando um texto bíblico aos aplausos mais uma vez da plateia. “O livro de Eclesiastes diz que há tempo para tudo na vida, há tempo para chorar, há tempo para sorrir, há tempo para sofrer e há tempo para se alegrar, mais também há tempo para perder e há tempo para ganhar e foi isso que nós fizemos com o apoio de vocês, “ lembrou.  “A prefeitura vai estar sempre de portas abertas para todos vocês e irei receber a todos com muito prazer, sei que vou dizer não a muita gente, porém sei que direi sim quando for possível dizer, mas garanto que dizendo não, o cidadão não vai sair de lá sem entender o Porquê foi dito não, porque eles merecem respeito e foram eles que nos colocaram ali para estar representando hoje esta cidade, não vou abandonar vocês, nós sabemos todas as carências do nosso município de Ichu e cada administração é uma situação diferente, a dinâmica muda e não é porque fui prefeito que fui colocado aqui, cometi muitos erros mais também tivemos acertos, é pensando nisso, vamos procurar melhorar a nossa administração e como bem disse Adailton, só obteremos êxitos se haver um planejamento bem feito e isso com certeza vamos fazer, contando com a paciência da população", garantiu. 

Para finalizar Carlos fez sérias denúncias contra a gestão anterior, onde de acordo com ele o município se encontra inadimplente, diferente do que eles vinham pregando a população. “Eu sofri com eles me acusando de ter deixado o município inadimplente e que o município estava devendo, eu desafiei o prefeito a vim a público provar um real que pagou deixado pela minha administração e esperei ele me desmoralizar e ele saiu da administração e não veio a público me desmoralizar. Mas eu estive em algumas secretarias em Salvador e já tenho um pouco do perfil da situação de Ichu e o município está inadimplente, principalmente do INSS que é mais de R$ 150.000,00 que o município deixava de pagar da folha de pessoal que o município recolhia dos funcionários e não pagava ao INSS e eu vou ter que negociar. O prefeito que saiu fazia o seguinte, deixava o INSS sem pagar e parcelava, depois continuava a deixar sem pagar e voltava a parcelar, essa dívida vai ficar descontada lá no FPM e segundo levantamento preliminar essa dívida somada com os precatórios e da dívida anterior que era deles mesmo do passado, já chega a quase 200 mil todo mês recolhido pelo banco sem eu ter acesso esse dinheiro, então esses são os “fichas limpas” como muitos dizem por ai, eu é quem sou o “ficha suja”. Com a embasa também está inadimplente, com o governo do estado está inadimplente com aquela Praça que ainda não prestaram conta e estou falando isso porque estou com o documento que peguei diretamente na CONDER e isso tudo me impossibilita firmar convênios de imediato”, finalizou o prefeito.

Carlos é prefeito de Ichu pela quarta vez, ele assumiu a prefeitura pela primeira vez em 1993 onde teve Adroaldo Mota Lima como seu vice, em 2004 voltou a assumir os destinos do município, já com Renato Adelino como vice e após isso vem entrando para história da política ichuense. 

CURIOSIDADE: 
* Carlos foi o único prefeito a vencer uma reeleição onde ao lado do mesmo vice (Renatinho) concorreu em 2008 e foi vitorioso mais uma vez continuando com o mandato a partir de 2009;
* Carlos foi também o primeiro a se afastar deixando o vice assumir, isso aconteceu em 2009, onde Renato Adelino ficou 1 ano como prefeito interino, quando o mesmo precisou cumprir compromisso profissionais na Caixa Econômica Federal (CEF) onde era funcionário voltando em 2010; 
* Foi também o primeiro a sofrer um processo de Cassação ocorrido em 2012; 
* E por fim, está sendo o único TETRA, pois dessa vez assumiu o executivo municipal pela quarta vez e por coincidência tendo Renato Adelino pela terceira vez como vice.         


Redação Ichu Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.