Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 15 de março de 2017

Em ato no Barracão, Ichu diz não a PEC da Reforma Previdenciária

Em um ato realizado na manhã desta quarta-feira, 15, aconteceu uma manifestação da comunidade ichuense no Barracão Municipal contra a PEC 287/2016. A ação que contou com a participação do SINTRAFI,  do Sindicato dos Servidores Públicos de Candeal, APLB Ichu, e outros setores, faz parte do Dia Nacional de Mobilização e Paralisação Contra as reformas trabalhista e da Previdência. 
Iniciando a atividade foi formada uma grande roda em frente ao Barracão Municipal onde todos cantavam e dançavam em forma de protesto. 
Já no Barracão, Adailton Conceição que é Presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Ichu - SINTRAPI, fez um breve comentário sobre essa movimentação, bem como fez a leitura da Moção que foi apresentada na Câmara de Vereadores onde ele explicou que segundo estudos da ANFIP (Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil) e do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), é grande a probabilidade de mulheres e homens brasileiros morrerem antes de conseguirem se aposentar, caso as novas regras sejam aprovadas.
Diversos segmentos presentes fizeram uso da palavra e também repudiaram a tentativa do governo Temer em querer que seja aprovada a referida PEC. Teve até mesmo batuque com versos ligados ao tema. 
Teve até mesmo batuque com versos ligados ao tema
As pessoas presentes assinaram a Mocão que será enviada à Câmara dos Deputados e ao Congresso Nacional para se juntar a tantas outras assinaturas que foram colhidas pelo país.
Durante o ato, a estudante Vitória Ferreira também expôs a sua indignação demonstrando preocupação com as gerações futuras. Ela disse que os direitos até aqui conquistados não podem ser retirados, e que a juventude de agora não pode ficar calada diante dessa situação.
Vitória Ferreira também expôs a sua indignação
Encerrada a manifestação da comunidade, os filiados do SINTRAPI foram convidados a continuarem no Barracão para deliberaram sobre a permanência ou não da paralisação, observando a orientação da CONFETAM, CUT, CNTE e outras Centrais Sindicais, bem como um dos pontos da pauta municipal que é o envio do Projeto de Reajuste Salarial através da Prefeirua Municipal que até o presente momento não aconteceu.
Momento de discussão entre os filiados do SINTRAPI

Foram levantadas três propostas, porém a vencedora foi a de seguir a indicação das centrais superiores, tendo os filiados afirmado que a área da Educação Municipal continuará com as suas atividades paralisadas até a próxima terça-feira, 21 de Março.
Em tempo, Adailton Conceição explicou que o Procurador do Município, Dr Neto, havia entrado em contato com ele dizendo que a proposta de reajuste salarial será protocolada no SINTRAPI nesta quinta-feira. Sendo assim, os filiados decidiram que a referida proposta será analisada na segunda-feira (20), e caso seja de acordo com que a classe deseja, será autorizado o envio para ser avaliada e votada no legislativo. Caso a proposta da prefeitura não seja compatível coma protocolada pelo SINTRAPI na Prefeitura, todas as classes serão convocadas a aderirem ao movimento, dando assim prosseguimento a paralisação nos outros setores.  



 Redação do AL Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.