Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Confira como foi o movimento de greve organizado pela Frent Popular em Ichu

Com apoio da Ascoob Sisal/Ichu, CUT, Sindicatos, ASCODESI, IGREJA CATÓLICA, MOC e demais da sociedade civil, representada pelas Associações do município, a Frent Brasil Popular de Ichu se uniu a milhares de brasileiros na Greve Geral contra a Reforma Trabalhista e da Previdência Social  proposta pelo governo Michel Temer.
Depois da concentração no Bairro Cortiço, de forma pacifica todos seguiram em caminhada até o centro da cidade, onde após percorrerem pelas principais ruas e avenidas do centro o ato continuou no Barracão Municipal com a fala dos manifestantes.
Os lideres do movimento discursaram, falando dos prejuízos que às reformas proposta pelo governo federal causará ao povo brasileiro, em especial aos trabalhadores que terão seus direitos retirados.
 
Vale lembrar que a reforma trabalhista já passou pela câmara e segue agora para votação no senado, já a reforma da Previdência se encontra hoje em discussão na Comissão da Câmara com previsão de votação já na próxima semana.
Depois do pe Leopoldo é a primeira vez que um padre da Igreja católica de Ichu participa ativamente de um movimento social, atitude bastante elogiada durante os discursos. Outras Igrejas participaram do movimento de forma tímida através de alguns fieis e não contou com a presença de seus líderes.
Como autoridades políticas do município, apenas as vereadoras mulheres Lúcia Maria, Geovana Marcia e Celidalva Soares estavam presentes, o que levou a maioria dos grevistas e manifestantes a criticar as demais ausências, já que todos são representantes do povo.
O movimento de greve desta sexta-feira (28) em Ichu se encerrou com todos de mãos dadas cantando o Hino Nacional, confira no vídeo abaixo.
Conforme Adailton Conceição, um dos líderes do movimento, o ato foi bastante positivo e que houve um avanço no número de participantes comparado com o último movimento. Ele ressalta que a luta é grande, e que embora as chances seja pequenas, o fato da Igreja Católica ter se mobilizado em prol dos movimentos sociais e contra as medidas, reacende as esperanças como uma luz no fim do túnel, para quem sabe, sensibilizar os deputados e senadores a votarem contra estas reformas prejudicais ao povo Brasileiro. Para o sindicalista, a reforma em si é necessária acontecer, porém,. de acordo com ele, precisa ser preservado os direitos adquiridos pelos trabalhadores.
O movimento continua, confira agenda:
Segunda-feira (01//05) 
19:00 hs - Concentração em frente a APLB, 
19:30 hs - Missa na Igreja Católica em homenagem ao dia do trabalhador. 

Terça-feira (02/05)
09:00 hs - Assembleia Geral no SINTRAPI com indicativo de greve  
18:00 hs - Manifestação passiva na Câmara de Vereadores pelo reajuste salarial dos servidores público.

Segunda-feira (08/05)
17:00 hs - Palestra no Barracão Municipal. Na oportunidade um especialistas da previdência vai explicar o que é realmente a reforma da Previdência.

Aguardem a matéria com todas as fotos e os discursos dos lideres do movimento da Frent Popular de Ichu.

Redação Ichu Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.