Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

segunda-feira, 22 de maio de 2017

JBS pagou 1,4 bilhão em propinas a 28 partidos. Dinheiro ajudou a eleger 16 governadores pelo país

Os documentos entregues pela JBS no acordo de delação premiada demonstram que a empresa pagou pelo menos R$ 1,4 bilhão em propinas. O dinheiro beneficiou 28 partidos através de 214 pagamentos.  
O PT foi o partido que recebeu a maior quantidade de propina. Foram R$ 616 milhões pagos à legenda da ex-presidente Dilma Roussef, o que representa 43,5% do total de repasses. Em segundo lugar, vem o PMDB, partido do presidente Michel Temer, que levou R$ 453 milhões, ou seja 32% do dinheiro distribuído.  

Já o PSDB, partido do senador Aécio Neves, recebeu 90 milhões da JBS, cerca de 6,3% do total dos repasses ilegais.  Em seguida vem o PSD, com R$ 51,6 milhões e depois o PP, com R$45 milhões.  

A legenda do ex-ministro Gilberto Kassab aparece numa relação de “partido comprados” para compor as coligações de Aécio Neves e Dilma Roussef. Na lista figuram PP, PR, PDT, PRB, PMDB, PC do B e Pros. A quantia total usada na transação foi de R$ 429 milhões de reais.  

Entre os documentos consta uma relação de 16 governadores que teriam sido eleitos com ajuda do dinheiro da produtora de proteína animal. Na lista estão o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o do Rio Grande do Sul José Ivo Sartori (PMDB), o de Alagoas Renan Filho (PMDB) e o do Rio de Janeiro. Luiz Fernando Pezão (PMDB).

Do Calila Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.