Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

terça-feira, 18 de julho de 2017

Frio deve ficar mais intenso e avançar em todas as regiões do país; em Riachão, 16 graus

O frio que chegou neste domingo (16) ao Sul do País ainda não atingiu o auge e deverá provocar temperaturas negativas nesta segunda-feira (17), segundo previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 
A temperatura mais baixa registrada na última madrugada foi 0,8ºC em São José dos Ausentes, no nordeste do Rio Grande do Sul. Entre a tarde e a noite desta segunda, o órgão prevê temperaturas negativas nos três Estados sulinos, com possibilidade de até -5ºC em algumas cidades serranas.

O meteorologista Rogério Rezende, do 8º Distrito de Meteorologia do Inmet, explicou que a onda de frio é resultado de uma massa de ar com características polares que veio do Sul da Argentina. “Tivemos grandes nevascas ontem em regiões próximas dos Andes, em Santiago do Chile, em Bariloche. Foi registrada a menor temperatura das últimas décadas, que chegou a -25ºC. São localidades que normalmente são frias, onde há nevascas com frequência. Mas essa onda foi tão intensa que chegou ao ponto de causar transtornos nessas regiões”, disse Rezende.

Desde que ingressou na Região Sul do País, a frente fria ainda não provocou a queda de neve. No entanto, o Inmet não descartou que o fenômeno fosse registrado no fim do dia (domingo) e durante a noite de hoje (segunda) nos municípios de maior altitude.

A frente fria deve agir até quarta-feira (19), segundo o instituto, quando a temperatura deve voltar a subir. Rezende afirmou que a variação térmica é uma característica normal do inverno na região.

“A gente saiu de 30ºC, praticamente, para quase 0ºC, de sábado para domingo. A tendência, agora, é voltarmos a um patamar normal, com a mínima entre 4ºC e 5ºC, o que é bem mais elevado do que a gente está esperando para amanhã, por exemplo, que é  -4ºC e -5ºC”, explicou o meteorologista.

Frio avança pelo País
Para o Inmet, a força demonstrada pela frente fria nos países vizinhos é uma mostra de que ela deverá avançar pelo Brasil e provocar queda de temperatura em várias regiões. “Se confirmar a intensidade dessa massa, ela pode chegar até o sul do Acre. Ela vai atingir o Sudeste e o Centro-Oeste do País com certeza, com boa possibilidade de chegar até o Norte”, avaliou Rogério Rezende.

O meteorologista ressaltou, no entanto, que a intensidade do frio será menor na medida em que a frente avançar em direção ao norte. “Toda massa de ar vai adquirindo as características das regiões por aonde ela vai passando. Ela já está subindo, passando por regiões mais quentes, e vai arrefecer aos poucos”, explicou. (Fontes: sites Terra e Climatempo).

Riachão e região
A temperatura deverá permanecer baixa também nos municípios da região Nordeste. No semiárido baiano a situação não é diferente. Em Riachão do Jacuípe, apesar dos problemas com a estiagem continuarem, uma chuva fina também tem marcado o período no município.

De acordo com o Canal Rural, a previsão nestes dias é de tempo nublado com pouca variação de nuvens e possibilidade de chuvas. Tanto no domingo quanto nesta segunda-feira a previsão era que chovesse 3 mm. Com isso, a tendência era de a temperatura cair bastante. Nestes dois dias e previsão era que o termômetro chegasse a marcar 16 graus, o que já pode ser considerado ‘muito frio’ para uma cidade localizada no semiárido da Bahia. 

Da redação Interior Da Bahia / Fotos: Terra e Jorge Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.