Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Após briga generalizada, Ba-Vi tem nove expulsos e termina aos 34 do 2º tempo

O clássico Ba-Vi foi encerrado após nove expulsões, neste domingo (18), no estádio do Barradão, pela sexta rodada do Campeonato Baiano. Com bola rolando, o placar ficou empatado em 1 a 1. 
Denílson abriu o placar para o Leão e Vinícius empatou para o Esquadrão de Aço. Denílson, Kanu, Rhayner foram expulsos após confusão na comemoração do gol do Tricolor. Uillian Correia e Bruno Bispo também receberam o cartão vermelho. O primeiro por falta cometida e o segundo por indisciplina.

Ainda não foi decidido o vencedor da partida, mas com base no artigo 56 do Regulamento Geral de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), "nenhuma partida poderá ser disputada com menos de sete atletas". E de acordo com o terceiro parágrafo deste artigo, "após o início da partida, se uma das equipes ficar reduzida a menos de sete (7) atletas, dando causa a essa situação, tal equipe perderá os pontos em disputa". Já o quarto parágrafo diz que "o resultado da partida será mantido, na aplicação do § 3º, se, no momento do seu encerramento, a equipe adversária estiver vencendo a partida por um placar igual ou superior a três (3) gols de diferença; e se tal não ocorrer, o resultado considerado será de três a zero (3 x 0) para a equipe adversária". O quinto fala que "os impedimentos automáticos e as penalidades impostas pelo STJD pendentes de cumprimento pelo clube ou pelos atletas do clube que não deu causa ao W.O., serão considerados cumpridos em ocorrendo quaisquer das hipóteses constantes do caput ou parágrafos deste artigo".

O próximo compromisso da equipe comandada pelo técnico Guto Ferreira será na quinta-feira (22), às 21h15, contra o Náutico pela terceira rodada do Grupo C da Copa do Nordeste. A partida acontecerá na Arena Fonte Nova, na capital baiana. Já o time de Vagner Mancini volta a campo na quarta (21), para enfrentar o Jacuipense em jogo adiado da quinta rodada do Baianão. 

O JOGO 
O Bahia começou o primeiro clássico Ba-Vi do ano propondo o jogo. Enquanto o Vitória apostava nas escapulidas rápidas nos contra-ataques, como se comportou durante o Campeonato Brasileiro do ano passado, conquistando importantes triunfos.

Aos 11 minutos, o Bahia chegou com perigo. Vinícius levantou a bola na grande área em cobrança de falta e Kayke cabeceou para o gol. Fernando Miguel espalmou para escanteio evitando que o placar fosse aberto. O Vitória respondeu aos 15. Primeiro, Kanu recebeu na frente do marcador, avançou e invadiu a área, mas Douglas fez a defesa na finalização do zagueiro. Neilton ficou com a sobra e bateu forte. A bola passou perto do travessão do arqueiro do Tricolor e foi para fora.

Neilton armou a jogada pela direita. Tiago dividiu e a bola sobrou para Rhayner na entrada da área. Ele dominou, limpou e entregou para Denílson. O camisa 95 bateu forte e Douglas fez a defesa parcial, mas a redonda voltou para os pés do atacante que fuzilou e inaugurou marcador aos 33.

O Vitória quase ampliou a vantagem no minuto 40. Na cobrança curta de escanteio, Neilton recebeu, carregou e invadiu a grande área. Ele bateu, a bola passou por todo mundo e saiu raspando o poste esquerdo de Douglas. O Bahia respondeu dois minutos depois. Vinícius aproveitou cruzamento vindo da esquerda do ataque Tricolor e chutou. A bola desviou em Bryan e subiu, mas Fernando Miguel já estava batido no lance. No lance seguinte, Edigar Junio desperdiçou o empate. Após cobrança de escanteio, o atacante ficou com a sobra e sozinho, de frente para Miguel, fuzilou, mas a bola subiu demais indo para fora. 

Segundo tempo 
O Vitória começou partindo para cima, mas foi o Bahia que empatou o jogo com após pênalti marcado. Aos três minutos, em cobrança de escanteio, a bola tocou no braço de Uillian Correia. Vinícius bateu colocado e igualou o placar no quarto minuto. Na comemoração, houve uma confusão muita confusão e os jogadores trocaram socos.

Os jogadores trocaram socos depois do gol de empate do Bahia, marcado por Vinícius, em cobrança de pênalti. O árbitro Jaílson Macedo Freitas expulsou sete jogadores. Pelo lado do Bahia, os reservas Rodrigo Becão e Edson receberam o vermelho e Vinícius também foi posto para fora de campo, além de Lucas Fonseca. O goleiro Anderson, do Bahia, recebeu o amarelo. Pelo lado do Vitória, Kanu, Denílson e Rhayner foram expulsos. O goleiro Fernando Miguel recebeu o amarelo. Após mais de seis minutos de paralisação o Ba-Vi foi reiniciado.

Com a bola rolando, Uillian Correia foi expulso ao receber o segundo cartão amarelo. Bruno Bispo chutou a bola para longe antes do Bahia cobrar uma falta. O árbitro mostrou o segundo amarelo e expulsou o atleta. E o jogo foi encerrado aos 34  minutos do segundo tempo. 

FICHA TÉCNICA  
Vitória x Bahia
Campeonato Baiano – 6ª rodada  
Local: Barradão, em Salvador  
Data: 18/02/2018 (domingo)  
Horário: 16h  
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (CBF/BA)  
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (CBF/BA) e Jucimar dos Santos Dias (CBF/BA)

Cartão amarelo: Bruno Bispo, Yago, Fernando Miguel, Uillian Correia (Vitória) / Zé Rafael, Gregore, Douglas, Tiago, Anderson (Bahia)

Cartão vermelho: Kanu, Rhayner, Denílson, Uillian Correia, Bruno Bispo (Vitória) / Lucas Fonseca, Vinícius, Rodrigo Becão e Edson (Bahia)

Gols: Denílson (Vitória) / Vinícius (Bahia) 

Vitória: Fernando Miguel, José Welison, Kanu, Bruno Bispo e Bryan; Uillian Correia, Ramon e Yago; Rhayner, Neílton e Denílson. Técnico: Vagner Mancini. 

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Tiago e Mena; Gregore, Zé Rafael e Vinícius; Elber (Allione), Kayke e Edigar Junio. Técnico: Guto Ferreira.

Por Leandro Aragão / Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.