CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Polícia procura suspeito de invadir casa, sequestrar e estuprar bebê de 4 meses; mãe seria o alvo

Vítima foi levada para hospital e passou por cirurgia.
Foto: Polícia Civil
Um homem de 47 anos está sendo procurado pela polícia por suspeita de invadir uma casa, sequestrar e estuprar um bebê de quatro meses em Belmonte, no sul da Bahia. O crime ocorreu na madrugada deste domingo (18), na localidade de Santa Maria Eterna, zona rural do município.

A mãe da criança relatou à polícia que o suspeito, identificado como Rairone Moura dos Santos, invadiu a casa onde ela mora para estruprá-la, mas ela saiu correndo. O homem, então, teria raptado a criança, do sexo feminino.

Após ter sido violentada, conforme a polícia, a criança foi abandonada em uma estrada de chão, enrolada em um cobertor. A 23ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin/Eunápolis) informou que tomou conhecimento do caso através de uma assistente social do Hospital Regional de Eunápolis, também no sul do estado, para onde a criança foi encaminhada após ser encontrada abandonada por populares.

A assistente informou à polícia que a menina deu entrada na unidade médica, levada por uma ambulância do Samu, já acompanhada da mãe e que passou por uma cirurgia. Não há informações atualizadas sobre o estado de saúde a criança.

Ainda segundo a Polícia Civil, a mãe da menina informou que acionou a Polícia Militar para tentar localizar o suspeito, que, segundo ela, não tem nenhuma relação com sua família. O homem vai responder pelo crime de estupro de vulnerável.

Fonte: Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.