Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 5 de abril de 2018

Copa América 2018: Seleção Feminina vence a Argentina na estreia.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF
Atual bicampeã da Copa América Feminina, a Seleção Brasileira iniciou a busca pelo heptacampeonato com vitória nesta quinta-feira (5). No estádio Sanchez Rumoroso, em Coquimbo, no Chile, o Brasil levou a melhor no clássico sul-americano e venceu a Argentina por 3 a 1. Os gols brasileiros foram marcados por Bia Zaneratto, Cristiane e Debinha.
A Seleção Brasileira está no Grupo B junto com Argentina, Equador, Venezuela e Bolívia. Próxima adversária será a equipe equatoriana, sábado (7), às 19h, novamente no estádio Sanchez Rumoroso, em Coquimbo, no Chile. A fase de grupos será realizada até o dia 13, enquanto o quadrangular final será disputado entre os dias 16 e 22.
A Copa América Feminina 2018 garante duas vagas na Copa do Mundo da França, em 2019, – o terceiro lugar disputará a repescagem com a Concacaf – uma vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020 – o segundo lugar disputa repescagem –, e quatro vagas nos Jogos Pan-Americanos de Lima, em 2019.
O JOGO
A partida começou com a Seleção Brasileira pressionando as adversárias no campo de ataque. Logo aos seis minutos de bola rolando, Cristiane teve boa chance e quase abriu o placar. Na marca de 17, Bia Zaneratto marcou um golaço. A atacante partiu em velocidade, se livrou das marcadoras e bateu cruzado no alto, de fora da área, para deixar o time canarinho na frente, 1 a 0.
Com a defesa bem postada, o Brasil não deu espaços para as investidas da Argentina, que passou a arriscar os chutes de longa distância sem grandes perigos ao gol de Bárbara.
O Brasil voltou em ritmo intenso e ficou muito perto de ampliar. Aos dois minutos, Bia aproveitou a indecisão da zaga, driblou a goleira, mas finalizou à esquerda do gol. Aos quatro, após cruzamento da esquerda, Thaisa finalizou por cima. Apesar do bom reinício, foi a Argentina que deixou tudo igual aos oito minutos de falta com Banini, 1 a 1. A
resposta brasileira foi imediata e, aos 10, Thaisinha recebeu lançamento em profundidade, ganhou na velocidade da goleira e foi derrubada na área. Cristiane cobrou com categoria e recolocou o Brasil em vantagem, 2 a 1. Com maior volume de jogo, a Seleção dominou as ações e sacramentou a vitória nos acréscimos com Debinha de cabeça, 3 a 1.
BRASIL: Bárbara; Rilany, Mônica, Rafaelle e Tamires; Formiga, Thaisa, Marta e Thaisinha (Debinha); Bia e Cristiane (Millene). Técnico: Vadão

Fonte: Assessoria CBF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.