CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 6 de junho de 2018

Estado abandona 25 km da BA que liga Riachão do Jacuípe a Ichu

A estrada, a BA 233 com 60 km de extensão liga Serrinha a Riachão do Jacuípe e no caminho fica a cidade de Ichu, tem aproximadamente 25 km de chão, areia, terra, buracos, crateras e jamais foi asfaltada. 
Desde à época dos governos ACM, César Borges e Paulo Souto que a população das duas cidades – 42 mil habitantes – anseiam pelo asfaltamento que facilitaria a vida de motoristas particulares e caminhoneiros que para fazer o percurso entre as sedes dos dois municípios precisam andar ao menos mais 36 km (61 km).

Com a chegada do PT ao poder em 2007, com a posse de Jacques Wagner, reacendeu-se a esperança desses milhares de moradores. Nada foi feito nos 8 anos de Wagner. Rui Costa também não se manifestou, mas os outros 35 km da mesma BA 233 (trecho que liga Ichu a Serrinha) estão asfaltados.

Ichu com 6,4 mil habitantes tem 1.900 veículos, enquanto Riachão do Jacuípe com 35 mil moradores possui 18 mil carros registrados no Detran. Juntos e com uma média de R$ 1 mil por veículo de licenciamento, as cidades arrecadam para o Estado e elas próprias aproximadamente, R$ 20 milhões por ano, além de multas e outros serviços prestados ao e pelo Detran mensalmente.

No percurso da estrada, moradores que enfrentam todo tipo de transtorno, passam pelos povoados de Vila Guimarães e Campo Alegre, em Riachão do Jacuípe, e Barro Preto e Casa Nova, em Ichu. Também os que residem nessas localidades sofrem diariamente para se deslocar às escolas, para resolver problemas em bancos e nos serviços públicos municipais e estaduais ou federais.
 
Por ser uma rodovia estadual, os municípios nada podem fazer a não ser, de vez em quando para minimizar os transtornos dos moradores, passar o trator que poderia estar cuidando das estradas vicinais, todas também de terra.

A obra, que deve ter qualidade "A" porque também seria usada por caminhoneiros que percorreriam 35 km a menos entre Riachão do Jacuípe e Serrinha, pode custar em torno de R$ 20 milhões, segundo cálculos preliminares.

A cidade de Ichu arrecadou em 2017 R$ 17.368.062,50, enquanto Riachão do Jacuípe R$ 50.495.668,20 no ano passado, segundo dados divulgado pelo TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) de acordo com informações dos prefeitos Carlos Santigo, do PHS, e Zé Filho, do PSD, respectivamente.

Fonte: Tudo News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.