CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Feira de Santana está entre as 100 cidades mais violentas do Brasil, segundo o Ipea

Em todo o Brasil o primeiro lugar é de Queimados (RJ), com taxa de 85,1 homicídios para cada 100 mil habitantes.
Depois de aparecer entre as 50 cidades mais violentas do mundo (veja aqui), Feira de Santana aparece também entre as 100 mais violentas do Brasil, segundo o ranking formulado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública com dados de 2016.

No ranking, Feira ocupa a 13ª posição, com taxa de 85,1 homicídios para cada 100 mil habitantes. Entre as cidades da Bahia, a Princesa do Sertão ocupa a 7ª posição, sendo Eunápolis a cidade da Bahia apontada como a mais violenta.

Em todo o Brasil o primeiro lugar é de Queimados (RJ), com taxa de 85,1 homicídios para cada 100 mil habitantes. 

A pesquisa
Segundo publicação da revista Exame, considerando as cidades que têm mais de 100 mil moradores, a taxa nacional de mortes violentas chegou a 38,6 a cada grupo de cem mil em 2016 — o equivalente a 375,8 mil assassinatos. O levantamento do Ipea revela também que 123 municípios brasileiros – equivalente a 2,2% do total – respondem por metade de todas as mortes no país.

O conceito de mortes violentas envolve a soma de agressões, intervenções legais e homicídios violentos com causa indeterminada, tomando como referência a cidade de residência da vítima.

“Diante desse fato, fica evidente que com planejamento e políticas focalizadas territorialmente é possível mudar a realidade dessas comunidades e bairros, com grande impacto nas condições de segurança pública das cidades”, diz o relatório do estudo.

Para melhorar a situação, o Ipea sugere que as esferas de governo promovam ações voltadas para a prevenção social e para o desenvolvimento infantojuvenil em famílias em situação de vulnerabilidade.

O pior resultado da década
No início do mês, o Instituto revelou que pela primeira vez na história do país, a taxa de homicídio ultrapassou o patamar de trinta mortes por 100 mil habitantes. Entre 2006 e 2016, mais de 553 mil pessoas perderam suas vidas devido à violência intencional.

Considerando todos os estados brasileiros, quem apresentou o pior resultado no período foi Rio Grande do Norte, que saltou de uma taxa de 14,9 mortes para cada 100 mil habitantes em 2006, para 53,4 em 2016 – crescimento de 257% em dez anos. Também houve aumento expressivo nos estados de Sergipe (121,1%), Maranhão (121%) e Tocantins (119%).

Veja o ranking completo das 100 cidades mais violentas do país:

Do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.