CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Em dia com 474 mortes, Teich vê 'agravamento da situação', mas não anuncia medidas

Com 474 mortes por coronavírus registradas nas últimas 24 horas no país, o ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou nesta terça-feira (28) que identificou um "agravamento da situação" e que "a curva vem crescendo" no Brasil. No entanto, o titular da Saúde não anunciou nenhuma nova medida e muito menos comentou sobre isolamento social.
Na semana passada, em que o número mais alto de mortes diárias foi de pouco mais de 400, o ministro argumentou que o número elevado poderia estar relacionado ao esforço de confirmar diagnósticos na fila e que deveria seguir sendo observado. Desde então o Brasil tem registrado cerca de 300 mortes diariamente, conforme dados divulgados pelo Ministério diariamente.

Teich, que assumiu a pasta há 10 dias, destacou que o agravamento está "restrito a lugares que a gente sabe que estão vivendo maiores dificuldades". Ele citou Manaus, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

O ministro defendeu que é preciso entender "que o Brasil tem que ser tratado de forma diferente para diferente regiões". "A gente vê que nesses casos onde a crise é maior vamos seguir acompanhando para ver a evolução", disse.

Por Jade Coelho / Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.