CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

segunda-feira, 4 de maio de 2020

Chuva de meteoros do cometa Halley poderá ser vista nesta terça-feira

Chuva Eta Aquaridas sempre acontece durante o outono do Hemisfério Sul; evento é consequência de detritos deixados pelo cometa Halley ao passar pela órbita terrestre em 1986, momento capturado nesta imagem pela NASA
Existe um bom motivo para observar o céu na próxima terça-feira (5). Neste dia, ocorrerá o pico da chuva de meteoros Eta Aquáridas, um evento anual em que dezenas de detritos do cometa Halley cruzam os céus simultaneamente. 

Maio é o melhor mês para observar o fenômeno, que pode ser visto com mais facilidade no Hemisfério Sul, onde entre 20 e 40 detritos cruzam o céu em apenas uma hora.

No Hemisfério Norte, o número varia entre 10 e 30 meteoros, que poderão ser observados principalmente durante as primeiras horas do dia 5, ficando mais visíveis com a proximidade do amanhecer.

Terça-feira será o melhor dia para observar os meteoros por anteceder a fase de Lua Cheia, cuja luminosidade atrapalha a visualização da chuva, consequência das partículas deixadas pelo cometa Halley durante sua passagem pela órbita terrestre, em 1986.

Todo ano, o planeta Terra cruza o caminho orbital feito pelo cometa durante o outono do Hemisfério Sul, entre abril e maio. Isso acontece novamente em outubro, causando outra chuva, nomeada como Oriônidas. 

A visibilidade destes eventos é influenciada por elementos como as condições espaciais, com a presença de neblina, e pela fase da lua. Nesta semana, a presença da lua cheia, que é também uma superlua, reduzirá a observação da chuva de meteoros entre os dias 7 e 10, no domingo, quando os detritos poderão ser vistos novamente durante a madrugada.

Para conferir a posição da lua em sua cidade durante a chuva Eta Aquáridas acesse o site TimeandDate.com

243 mil km/h   
Os meteoros da chuva Eta Aquáridas cruzarão os céus em uma velocidade de 243 mil km/h, e pelo menos metade deles deixarão rastros resistentes no céu, que são traços luminosos de gás energético que ficam no céu por alguns segundos depois de sua passagem, de acordo com o site EarthSky.

O nome da chuva foi escolhido pela suposta origem dos detritos, que estariam vindo de uma região próxima à constelação de Aquário. 

Para observá-la, se você vive em área urbana, a melhor opção é encontrar um espaço com menor influência das luzes da cidade, que podem obstruir a visão.

Tente achar um local com uma visão ampla do céu e sente-se em uma posição confortável para permanecer com a cabeça inclinada para cima. Se organize com pelo menos 20 ou 30 minutos de antecedência ao início da observação para que seus olhos se acostumem com a escuridão, sem pausas para olhar no celular, para que os meteoros sejam mais facilmente identificáveis.

Da CNN, em São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.