CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 7 de maio de 2020

Prefeito demonstra preocupação com aumento de casos de coronavírus em Feira e cogita aumentar restrições

Ele destacou que está atento e que da mesma forma que flexibilizou o distanciamento social, se os casos continuarem a aumentar, haverá novas restrições.
Com a confirmação de 10 novos casos de covid-19 em Feira de Santana, elevando para 109 o número total na cidade, o prefeito Colbert Martins da Silva Filho informou na manhã desta quinta-feira (7), durante entrevista ao Acorda Cidade, que isso demonstra que a situação está piorando. Ele destacou que está atento e que da mesma forma que flexibilizou o distanciamento social, se os casos continuarem a aumentar, haverá novas restrições.

“Saímos de um dígito de confirmação diária para dois, então estamos atentos a essas pioras e seremos obrigados a restringir ainda mais, caso continue assim. Se o gráfico subir, as restrições se darão em todos os setores de modo que ainda vai ser discutido o modelo. Vamos pensar em uma espécie de calendário de funcionamento, dias e horários alternados. Vamos discutir para ver se é possível fazer algumas dessas alternativas”, afirmou.

Colbert disse ainda que não pensa em adotar para Feira de Santana o ‘lockdown’, modelo aditado em algumas cidades para o isolamento total com o objetivo de que as pessoas cumpram o distanciamento social. Ele afirma que ainda não vê essa alternativa como uma necessidade para o município.
 
Fechamento de vias no centro da cidade
Ele ainda comentou outra medida adotada pela prefeitura de Feira de Santana para reforçar a necessidade do distanciamento social, que foi o fechamento de algumas vias centrais. Colbert explicou que esses bloqueios são seletivos, em determinadas circunstâncias e horários e que todas as situações estão sendo analisadas.

“Estamos bloqueando algumas ruas onde a Caixa Econômica tem aglomeração grande de pessoas e desviando o trânsito em algumas outras áreas. Alguns casos estão sendo revistos, mas é preciso evitar engarrafamento no trânsito, pois na hora que aumenta a quantidade de pessoas, aumenta a quantidade de doentes”, disse.
 
Fiscalização
Com relação fiscalização das aglomerações em Feira de Santana, o prefeito afirmou que está com todas as equipes trabalhando, mas reconheceu as limitações.

“Temos limite nesse tipo de fiscalização. A maior aglomeração que tem hoje é nas agências da Caixa Econômica. O secretário de Prevenção a Violência, Moacir Lima, está o tempo inteiro nessas áreas, estamos com bombeiros civis, pedimos ajuda na secretaria de Serviços Públicos e estamos fiscalizando. Os lojistas do centro estão com uma logística muito boa, controlado a entrada das pessoas, disponibilizando álcool gel, fazendo a higienização dos carrinhos de supermercado e isso ajuda muito”, destacou.
 
Tendência é aumentar número de casos
Colbert Martins disse ainda que a tendência é aumentar o número de casos confirmados da doença em Feira de Santana, mas comemorou os números positivos que a cidade possui. Segundo ele, nenhum dos pacientes feirenses que estão internados, tem estado grave de saúde.
 
Além disso, o prefeito destacou que não gostaria de estar tomando as medidas de restrição que está acontecendo na cidade, por entender que atrapalha a vida de muitas pessoas, mas ressaltou que nesse momento é mais importante pensar nas vidas.

Daniela Cardoso / AcordaCidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.