Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Fiéis prestigiam Procissão do Fogaréu em Feira de Santana

A igreja católica relembra nessa procissão o momento em que os soldados romanos saíram para prender Jesus.
Foto: Ney Silva/Acorda Cidade
A tradicional Procissão do Fogaréu reuniu vários fiéis na noite desta quinta-feira (13), em Feira de Santana. As pessoas inicialmente se concentraram na capela do Hospital Dom Pedro de Alcântara e depois saíram em procissão em direção a igreja de Senhora Santana, onde houve a celebração do Lava Pés.
A igreja católica relembra nessa procissão o momento em que os soldados romanos saíram para prender Jesus.vA procissão contou com a participação do arcebispo metropolitano Dom Zanoni Castro e de outros religiosos, além de pessoas da comunidade. 
A comerciante Íris Ribeiro Ramos participou da procissão. Há alguns anos somente homens participavam. Ela falou da emoção de estar no evento. “Há muitos anos que nós mulheres participávamos de todos os atos religiosos, menos dessa procissão, então hoje é muito emocionante participar”, disse.
O arcebispo Dom Zanone Castro, destacou a importância da procissão do Fogaréu. “Nesses dias estamos vivendo e fazendo memoria dos últimos passos de Jesus, de sofrimento, de dor, mas isso como consequência da sua vida doada, com sua palavra de verdade. É o sofrimento de Jesus, mas também o sofrimento do nosso povo, é a paixão da nossa gente, com a esperança de um mundo de paz, com mais justiça e mais solidariedade”, afirmou.
O primeiro vice-provedor da Santa Casa, Alpiniano Reis, explica o sentido da Procissão do Fogaréu. “É uma tradição do povo, um ato religioso da Semana Santa e representa a condição da prisão de Jesus Cristo no Monte das Oliveiras, sendo conduzido pelos guardas romanos, usando tochas e Jesus Cristo sofrendo sua paixão”, disse.

Ele ainda explicou a participação das mulheres na procissão. “É a evolução dos tempos. Hoje homens e mulheres são chamados e são responsáveis. A intensão é levar Jesus Cristo a humanidade e não se faz distinção de homem ou mulher. Como cristões, todos nós temos esse papel”.
Fotos: Ney Silva/Acorda Cidade

 Daniela Cardoso e Ney Silva // Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.