Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

sábado, 26 de agosto de 2017

Mulheres negras em Feira de Santana se reúnem para debater empoderamento

De acordo com Val Conceição, que é coordenador do Movafro, um coletivo de artistas e entidades afrodescendentes, criado há três anos com o objetivo de requalificar o movimento afro na cidade, o encontro teve o intuito de dar mais visibilidade as mulheres negras
‘Empoderamento, o que é?’. Essa foi a questão central e tema de uma palestra realizada neste sábado (26) durante o 1º Encontro Moviafro de mulheres negras, no Mercado de Arte Popular (MAP), em Feira de Santana. De acordo com Val Conceição, que é coordenador do Movafro, um coletivo de artistas e entidades afrodescendentes, criado há três anos com o objetivo de requalificar o movimento afro na cidade, o encontro teve o intuito de dar mais visibilidade as mulheres negras.
“No mês de maio realizamos o Concurso Miss Afro Feira de Santana e agora estamos com esse encontro para que essas mulheres tenham mais visibilidade. Existem vários entendimentos sobre o empoderamento. O Movafro emprega que é você se conscientizar e tomar posse daquilo que é seu, dos seus direitos. Queremos conscientizar, desmitificar essa palavra, pois empoderar é assumir o que você é”, destacou.
A palestrante Eli Pereira, destacou que o termo empoderamento vem sendo muito usado. Segundo ela, a mulher negra já conquistou várias vitórias, mas ainda há muito que se lutar. “A mulher é um segmento que por conta de tantas questões sociais e raciais, vem sendo desrespeitada. A mulher negra ainda fica numa situação mais complicada, então precisamos tirar essas mulheres dessa zona. Precisamos avançar mais e por isso precisamos trabalhar essa perspectiva”, disse.

Jeci Silva, participante do evento, afirmou que entender mais sobre a cultura negra é o que tem a motivado a sempre participar de eventos como esse encontro. “As mulheres estão reunidas para que tomem posse do que é delas, não é estética pela estética. Eu uso turbante, pois é minha essência, meu cabelo é black, pois é minha essência”, afirmou.
Participantes do evento:
Daniela Cardoso  com informações e fotos do repórter Ed Santos do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.