CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Chuvas na região movimentam comércio de gado em Feira de Santana

Com as chuvas, os animais também estão na melhor forma, somando quilos à arroba e enchendo os olhos dos compradores.
O tempo chuvoso e o verde despontando e crescendo nas pastagens enche de alegria os produtores rurais e pecuaristas da região de Feira de Santana. Eles estão com sorriso de orelha a orelha e confiantes em fazer bons negócios com a comercialização de gado. Com as chuvas, os animais também estão na melhor forma, somando quilos à arroba e enchendo os olhos dos compradores.
No Campo do Gado, maior feira de gado da região é possível encontrar muitos criadores e comerciantes de gado. Claudio Souza, conhecido como ‘Cau’ é um desses comerciantes que está feliz com o movimento nas vendas de animais. Ele comercializa gado há mais de 20 anos e diz que as chuvas animam e melhoram o comércio para todos.

“Eu trago gado toda semana e já trouxe até dez caminhões de boi. Já cheguei a vender todos assim como já trouxe um caminhão e não vendi. Compro gado no oeste e sul do estado e tenho uma propriedade em Tiquaruçu. Eu compro e revendo. A gente depende da chuva e se chover não tem dificuldade nenhuma. Mas, se não chover a gente tem que providenciar a ração, mandacaru e água. No momento não estamos precisando disso porque o tempo está bom. Aqui no Campo do Gado vem compradores de toda a Bahia e também de estados como Sergipe”, salientou.
Sobre a estrutura no Campo do Gado, Cau comentou que o equipamento atende bem às necessidades dos comerciantes e produtores rurais. Faltam apenas alguns detalhes, que segundo ele são só uma questão de ajustes. Ele informou que os comerciantes pagam uma taxa de R$1 por cabeça de gado para usar o curral e expor seus animais para venda.

Para ele, uma boa oportunidade de venda e lucro é o comércio de garrotes. Os animais não sofreram baixa no preço e são uma boa opção de investimento.

Além de alugarem o curral do Campo do Gado para apresentar os animais que estão à venda, muitos comerciantes que trazem gado de outras cidades alugam pastos de fazendas para depois levá-los descansados e alimentados para o Campo do Gado e fazer bons negócios.
Márcio Cunha que é administrador do Campo do Gado confirmou que os criadores e compradores de gado estão animados com as chuvas e dia de segunda-feira têm presença garantida no local.

De acordo com ele, no tempo chuvoso passam pelo Campo do Gado cerca de mil comerciantes no dia da feira. “Muitas pessoas vem para cá trazer o seu rebanho, vender e comprar. Mas, isso depende muito do tempo chuvoso. Temos rebanhos de toda a região da Bahia como Riachão do Jacuípe, Vitória da Conquista, Capela do Alto Alegre e também Sergipe e Aracaju”, acrescentou.
Márcio informou que a arroba do boi está custando R$147 à vista e R$150 a prazo. Os garrotes custam de R$155 a R$160 reais a arroba e os bezerros de R$160 até R$200. Só houve reajuste no preço dos garrotes e dos bezerros.

Ele declarou que a administração do local está procurando melhorar a cada dia as instalações do Campo do Gado e inclusive já foram colocados novos mourões e cancelas, assim como está prevista uma reforma.

Procuramos melhorar a cada dia e com isso o recurso od município diminui, cancelas e mourões novos e vamos fazer uma nova reforma para que possa ficar melhor para o comerciantes.
Rachel Pinto com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.