CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Margiunal confessa ter atirado no baterista da Banda Estakazero:

Três integrantes de uma quadrilha, que atirou contra o baterista da Banda Estakazero, Paulo César Perrone de Souza Júnior, de 31 anos, após uma saidinha bancária, no dia 19 de julho, no bairro do Caminho das Árvores, foram apresentados, na tarde de sexta-feira (19) à imprensa, no auditório da Secretaria da Segurança Pública (SSP), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).


Um deles, o responsável pelos disparos contra o músico, Leonardo Bruno dos Santos Santana, o “Léo”, 26 anos, declarou-se arrependido e pediu desculpas aos familiares da vítima. Ele já havia sido preso em 23 de fevereiro, acusado de praticar saidinha bancária, mas já se encontrava em liberdade até a polícia capturá-lo novamente na última quarta-feira (15), em São Caetano.

Clécio de Sousa Alves, o “Kel”, 24, apesar de não ter participado do crime, confessou ter atuado em diversos outros assaltos. Já Cássio de Sousa Alves, o “Cal”, 26 anos, foi capturado, com seu irmão Kel, no último dia 12, no Hotel Vai Vai, no Largo do Tamarineiro, no Pau Miúdo.

De acordo com o secretário Maurício Barbosa, a quadrilha era especializada em saidinhas bancárias e assaltos a estabelecimentos comerciais, principalmente lojas de eletrodomésticos. “O bando é responsável por uma série de delitos na capital e Região Metropolitana de Salvador. Contabilizamos mais de 100 saidinhas bancárias cometidas por este grupo”, enfatizou o secretário. Ele disse ainda que a equipe da inteligência da Polícia Civil detectou o olheiro do grupo, conhecido como “Baixo”, e já está à sua procura. “Toda a polícia está articulada para prendê-lo”, afirmou, observando que ele irá representar a “Dama de Ouros” no Baralho do Crime, em substituição a “Paulo Escopeta”.

A prisão dos bandidos foi uma ação do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em conjunto com o Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP). Dos sete integrantes que restaram da quadrilha, três morreram em confronto com a polícia e quatro (inclusive o “Baixo”) se encontram foragidos. “Estamos desenvolvendo um trabalho minucioso para desmantelar o bando e todo o trabalho está pautado nos objetivos do programa Pacto Pela Vida, em fase de implementação em nosso estado”, esclareceu Barbosa.

Fonte: Polícia é Viola/Informação e foto SSP-BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.