Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 26 de abril de 2017

ICHU- Secretária de Saúde, administração e Prefeito participam do primeiro UPB Debate no CAB


Com o intuito de discutir  as dificuldade enfrentadas durante as regulações de pacientes para alta e media complexidade como a PPI (Programação Pactuada e Integrada) foi realizado no auditório da UPB (União dos Prefeitos da Bahia) no CAB (Centro Administrativo da Bahia), em Salvador, o primeiro UPB Debate.

O encontro reuniu secretários de saúde de todo o estado para debater o novo modelo de regulação e pactuação de saúde.  Em Ichu participaram a Secretária de Saúde Nailana Araújo, o Secretário de Administração e Finanças Gustavo Reuter e o Prefeito Carlos Santiago de Almeida.
                     
Estiveram presentes neste evento o  presidente da UPB Eures Ribeiro  Rogério Queiroz, o Promotor de  Justiça - Ministério Público da Bahia  Dival Pinheiro, Presidente da Federação dos Consórcios Públicos do Estado da Bahia – FECBAHIA, Desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, Presente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia  José Antônio, Secretário de Saúde de Salvador, Jacqueline Silva do Bonfim  Secretária de Saúde de Coribe, Diretora do COSEMES/BA Ana Paula Dias - Superintendente dos Sistemas de Regulação Secretária de Saúde do Estado da Bahia (SESAB) 
                      
Foi iniciada a palestra demonstrando como funciona o sistema de regulação estadual  com as propostas de mudanças para as melhorias no acesso ao sistema e efetivação das vagas disponíveis para os serviços ofertados pelos estados aos municípios.
                       
No debate pelo assunto foi aberto o espaço para que os prefeitos e secretários explanassem suas dúvidas sobre o assunto dando a oportunidade  de explanar as dificuldade encontradas pelos municípios em regular seus pacientes.
                       
A Diretora do COSEMES falou da angústia vivida pelos municípios explicando que torna-se difícil se falar em modelo de regulação com uma PPI (Programação Pactuada e Integrada) de 2008 onde  não se consegue pactuar serviço de especialidades com valores abaixo de vinte reais e que enquanto isso os munícipes tem sofrido  destacou que é insustentável para o hospital de pequeno porte se sustentar tendo suas AIHs bloqueadas pela redução de AIHs clínicas.
                      
A superintendente do Estado explicou que o ideal para os municípios que tem hospitais pequenos é que fechem já que depois de estudos realizados pela secretaria do Estado, "o que é possível tratar numa internação de dois dias?"-questionou. Sobre  a decisão da redução das AIHs clínicas foram baseadas em estudos  comprovado que se o hospital não tem condições de oferecer outros serviços o ideal é o fechamento do mesmo e que os Prefeitos e Secretários devem investir na prevenção com a Atenção Básica.    

A secretária de Feira de Santana Denise Mascarenhas  em suas palavras disse que não adianta discutir regulação e PPI (Programação Pactuada e Integrada) se quem está fazendo saúde nos municípios são os ministérios públicos enviando suas ordens judiciais onde o secretário é obrigado a cumprir a qualquer custo. Para ela é preciso ter uma sensibilidade do poder judiciário sobre o sistema SUS já que todos sabem que os municípios não conseguem oferecer aos seus munícipes uma saúde de qualidade pois a tabela Sus está defasada e estamos no processo para fazer repactuação porém não tem dinheiro novo.

Após longa discussão foi decidido que haverá outro momento para se discutir PPI (Programação Pactuada e Integrada) sendo este o próximo ponto da pauta .
                     
Finalizando o debate foi acordado a proposta de que o prazo para a repactuação seja adiado do dia 03/05/17 para o dia 17/05/17 e que antes disso os Prefeitos e Secretários deverão se reunir novamente para discutir sobre o assunto com os consórcios.

Por Cida Carneiro com Informações e fotos de Nailana Araújo- Secretária de Saúde de Ichu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.