Ouça a nossa Rádio Independente FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Estudantes de Feira de Santana lançam livro e doam renda para obras sociais

O lançamento aconteceu no auditório do Pátio Buriti, na Avenida Maria Quitéria.
As estudantes Beatriz Leite Rodrigues, 9 anos, Laura Barreto Pacheco, 10, e Liz Assis Guimarães, 9, lançaram na tarde desta ontem (29) o livro ‘O Mistério da Lua’. O lançamento aconteceu no auditório do Pátio Buriti, na Avenida Maria Quitéria, em Feira de Santana.
Em entrevista ao Acorda Cidade, as escritoras mirins se mostraram muito felizes em poder ter realizado esse sonho e contaram como foi o processo de produção do material.
Segundo Liz Assis Guimarães, a ideia de lançar o livro nasceu durante a hora do recreio no Colégio Helyos, enquanto ela conversava com a colega Beatriz. “A ideia surgiu de Bia, na hora do recreio, ano passado. Nós nos juntamos e depois a gente convidou Laura”.

O livro, segundo Liz, conta a história de uma mulher, que engravidou e não sabia que nome iria colocar na filha. Um belo dia, quando estava reunida na aldeia onde vivia juntamente com outras pessoas, apareceu um clarão no céu com algo muito brilhante, e a mulher então teve a ideia de colocar nome Lua na criança.

Liz revelou também a emoção de ter participado do projeto e como as três tiveram a inspiração. “Tivemos a ideia e pensamos em vários temas. Eu estou muito feliz e só tenho a agradecer”, disse.
Beatriz Leite Rodrigues contou sobre a produção do livro: “Eu e Liz escrevemos o livro e Laura fez as ilustrações. Não foi difícil, a gente se divertiu muito fazendo. Nossas famílias apoiaram muito a ideia e esse momento foi muito importante na vida da gente”.
Já Laura Barreto Pacheco afirmou que as pessoas ficaram muito surpresas das crianças estarem escrevendo, ilustrando e publicando um livro. Ela declara que as três desejam lançar outro livro ano que vem. “A felicidade agora é muito grande. A gente ficou ansiosa e esperamos muito pelo dia de hoje”.
A mãe de Liz, Bárbara Assis, disse que foi uma alegria e emoção muito grande em ver o interesse das garotas pela leitura. “Foi uma surpresa, porque a gente não imaginava que elas pudessem estar aproveitando esse tempo do recreio pra se dedicar a escrever”.

Ela afirma que a família continua incentivando, valorizando e proporcionando condições pra elas levarem esse projeto adiante, inclusive com o lançamento de outros livros.
A mãe de Beatriz, Valéria Rodrigues, explicou que desde quando a filha era pequena, incentivava bastante a questão da leitura, a presenteava com livros, e mesmo quando Bia não sabia ler, ela lia muitas historinhas.

“Com isso, ela criou o hábito de todos os dias passar na biblioteca e levar um livro pra casa. Isso, ao longo dos anos, foi ficando cada vez mais intenso. Eu sentia um prazer muito grande quando ela chegava em casa com um livro. Ela lia e ainda queria que nós assistíssemos ela fazer a releitura. No ano passado, ela sinalizou que estava escrevendo um livro e no segundo semestre a gente teve a percepção de que era de verdade”.

Conforme Bárbara, neste primeiro momento, toda a renda obtida com o livro, que tem um valor simbólico de R$ 10, será revertida para as obras sociais da paróquia João Paulo II.
Roberta Barreto, que é mãe de Laura, também sempre incentivou a filha a desenvolver o hábito da leitura e as artes. “Desde muito pequena, em casa, todo mundo tem o hábito de ler pra ela, principalmente eu, e ela foi desenvolvendo o gosto pela leitura, pintura, desenho, cola, tesoura, caneta e hidrocor, tudo o que diz respeito a desenho”.

Roberta ressaltou que ficou surpresa com a produção do livro e o apoio das colegas. “A gente pode ser alvo de críticas, mas foi o que elas produziram para o mundo e nós temos que mostrar”.
Laiane Cruz com informações e fotos do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.