CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

terça-feira, 31 de março de 2020

Preço da cesta básica aumenta em 15 capitais; Salvador teve aumento de 13% em 2020

O preço da cesta básica aumentou em 15 capitais. A pesquisa feita em março, do dia 1º até o dia 18, quando o levantamento de preços foi suspenso virtude da pandemia de coronavírus, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Contabilizando os três primeiros meses de 2020,  Salvador tem até agora o maior aumento da cesta com 13,19%.
Foto: Reprodução / ANF.org
Os dados divulgados nesta segunda-feira pelo órgão revelam que as altas ocorreram em Campo Grande (6,54%), Rio de Janeiro (5,56%), Vitória (5,16%) e Aracaju (5,11%). As quedas foram observadas apenas em Belém (-3,27%) e São Paulo (-0,24%).

A capital de estado com o grupo de produtos básicos mais caro foi o Rio de Janeiro (R$ 533,65), seguida de São Paulo (R$ 518,50) e Florianópolis (R$ 517,13). Os menores valores médios foram verificados em Aracaju (R$ 390,20) e Salvador (R$ 408,06). 

Em março de 2020, o tempo médio necessário para adquirir os produtos da cesta básica foi de 97 horas e 34 minutos. Em fevereiro, foi preciso trabalhar 94 horas e 57 minutos. 

Com base na cesta mais cara, o Dieese estima que o valor do salário-mínimo necessário, em março de 2020, deveria ser de R$ 4.483,20 ou 4,29 vezes o mínimo atua, de R$ 1.045.

Em março de 2020, o salário mínimo deveria ser de R$ 4.483,20 ou 4,29 vezes o mínimo de R$ 1.045,00. Em fevereiro, deveria ter sido de R$ 4.366,51, correspondente a 4,18 vezes o piso em vigor. Já em março de 2019, o valor era de R$ 4.277,04 ou 4,29 vezes o salário vigente de R$ 998,00.

Por Mauricio Leiro / Bahia Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.