CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quarta-feira, 22 de abril de 2020

Veterinário esclarece dúvidas sobre coronavírus e animais de estimação

Neste momento atual de pandemia, de enfrentamento do coronavírus, Covid- 19, as pessoas estão tomando diversas medidas para preservar a saúde. Apesar de muitas informações sobre a doença e os cuidados necessários para prevenir o contágio, ainda é comum o surgimento de muitas dúvidas. Entre alguns questionamentos está a relação da doença com animais domésticos como cães e gatos.
O veterinário Erivaldo Nogueira esclareceu algumas dúvidas durante entrevista ao Acorda Cidade e ressaltou que assim como é importante cuidar da saúde humana, os pets também merecem atenção.

Ele explicou que não há nenhuma comprovação científica que demonstre a possibilidade de transmissão do coronavírus de humanos para animais e vice-versa. O veterinário afirmou também que os cães e gatos são atingidos por um tipo de coronavírus que é diferente do novo coronavírus, Covid-19, que está infectando milhões de pessoas pelo mundo. Os coronavírus que atingem esses animais são chamados de alfacoronavírus. Já os coronavírus que atingem os seres humanos são identificados como betacoronavírus. “São gêneros diferentes e não há por que se preocupar com relação a transmissão”, disse.

Erivaldo Nogueira ressaltou que embora os pets não transmitam a doença, podem transportar a contaminação em suas patas. Ele frisou que é importante que os donos ao saírem para brincar ou passear com os animais, ao retornarem as suas residências higienizem bem as patas dos animais.
 
“O local onde o pet vai passar pode ter uma contaminação com o vírus. Dessa forma, a higienização se torna necessária para proteger todos da família”, acrescentou.
Ficar em casa

Erivaldo Nogueira reforçou ainda sobre a importância das pessoas ficarem em casa para diminuir a curva epidemiológica do coronavírus e aconselhou que só procurem o atendimento de veterinários ou de petshops para os seus animais de estimação se tiverem grande necessidade. Em caso de precisar desse serviço, ele recomendou que seja feito através de agendamento e que sejam evitadas aglomerações. Na opinião dele a preocupação é tanto com os animais quanto com seus donos. 

Rachel Pinto com informações do repórter Ed Santos do Acorda Cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.