CLIQUE NO PLAY PARA OUVIR RÁDIO INDEPENDENTE FM 104.9

TRANSLATE TO YOUR FAVORITE LANGUAGE - TRADUZA PARA SEU IDIOMA FAVORITO:

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Justiça determina que caminhoneiros liberem rodovias e autoriza uso de força policial

A Justiça Federal da 1ª Região determinou a liberação, com uso de força policial, das rodovias BR-040, BR-050, BR-060, BR-070, BR-080 e BR-251, ocupadas por caminhoneiros que estão em greve desde a última sexta-feira (18). 
De acordo com a decisão, “os bloqueios estão impedindo o trânsito de veículos na pista, promovendo a retenção do tráfego, especialmente na BR-070, que interliga os Estados de Mato Grosso, Goiás e Distrito Federal e representa importante via de escoamento da produção nacional”

As manifestações também estão impedindo que caminhões-tanque da BR-Distribuidora, subsidiária da Petrobras, possam trafegar e realizar a entrega de combustível, o que está causando falta do produto em postos de todo o país. “Mobilizações já ocasionaram e ocasionarão insegurança para o trânsito e para a circulação viária nas rodovias federais, comprometendo a segurança de todos, causando inúmeros prejuízos ao País”, pontuou a decisão de reintegração de posse que tem como réu a Associação de Brasileira de Caminhoneiros. 

A categoria protesta contra os altos preços de venda do combustível, que sofreu diversos aumentos neste ano. Caso os caminhoneiros decidam manter os bloqueios, a Justiça autorizou a União a usar as forças da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Federal “para que adote as medidas indispensáveis ao resguardo da ordem”.

Do Bahia Notícias / Por Lucas Arraz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ICHU NOTÍCIAS.

Neste espaço é proibido comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Administradores do ICHU NOTÍCIAS pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.